3 Lições Sobre Tomar Melhores Decisões Que as Eleições Podem Te Ensinar

Você pode retirar aprendizado de qualquer situação ou contexto com um pouco de perspicácia.

Diante de nosso contexto eleitoral, observei dentro das poucas discussões nas quais me envolvi o que seria valioso para todos nós aprendermos a refinar e a resposta que surgiu foi “definitivamente como tomar melhores decisões”.

Decisões se tratam de escolhas e você se depara com elas a todo momento do dia a dia. O que comer no café da manhã, que roupa vestir, com quem almoçar hoje, qual o melhor modelo de celular para comprar, o que fazer para voltar a falar com o amigo com quem brigou recentemente, etc.

Essas escolhas você faz normalmente sem nem prestar atenção, quase inconsciente, por dois motivos: são repetitivas, já que são feitas com frequência, e possuem baixo impacto na sua vida, já que o lugar do almoço não vai fazer muita diferença no seu futuro.

Quando nos deparamos com grandes e importantes decisões, aí sim prestamos atenção. Como escolher o futuro profissional? Como decidir para onde se mudar? É melhor terminar o relacionamento e partir para algo diferente? Em quem votar esse ano?

E é apenas nesses momentos que notamos nosso despreparo para escolher o que melhor se adequa a nossas intenções. Ficamos perdidos. São tantas opções. Há tantos debates, tantas informações, que nos sentimos sobrecarregados rapidamente.

Continue lendo

 

O Eu Quantificado e a Nova Geração da Produtividade

Deixe-me fazer uma pergunta: você já se sentiu preso?

Aquela sensação desagradável como se você estivesse correndo debaixo d’água: você faz muita força e, quando consegue sair do lugar, o avanço nunca é tão grande quanto o esperado.

Por outro lado, posso apostar que você teve dias em que se sentiu incrível, produtivo, com tudo dando certo. E, no final do dia, você olhou para trás e não conseguiu apontar exatamente o que produziu.

Estranho como há dias em que nos esforçamos sem sair do lugar, nos sentindo mal a respeito, como também há dias em que estamos nos sentindo bem, tudo está perfeito e ainda assim não conseguimos produzir bem.

Continue lendo

 

O Que Pode Estar Atrapalhando o Desenvolvimento de Seu Potencial?

Ninguém nasce pronto. Saber que você pode se tornar melhor em qualquer área que deseje é um fenômeno poderoso, porque te leva a perguntar como fazê-lo e a correr atrás.

Você ou está crescendo ou está morrendo (metaforicamente falando), diz o conhecimento popular, então é importante fazer um acompanhamento de onde você está em cada momento da vida: “há áreas que precisam de mais atenção do que outras? O que eu poderia estar fazendo para melhorar?”

Eu aprendi o poder de estudar a história em busca de lições para viver uma vida melhor. Isso veio com o efeito colateral de ajudar a entender o que é possível fazer uma vida inteira. A resposta é: muita coisa. Quanto mais biografias você ler, mais você enxerga o quanto somos capazes de fazer quando nos movemos na direção correta. Há muito potencial guardado em cada um de nós.

Na maior parte do tempo nem sentimos, mas posso apostar que você já se pegou pensando algum dia, sentindo-se um pouco inquieto, com um incômodo difícil de expressar com o estado de alguma das áreas de sua vida? Talvez incomodado com todas elas? Essa sensação é em parte um indicativo nosso para que prestemos atenção e possamos crescer e nos desenvolver naquela direção.

Continue lendo

 

Sobre Compras e Felicidade

Eu já fui uma pessoa bem materialista. Não no sentido de querer roupas de marca ou champagnes no camarote, mas como um geek nato, eu queria os melhores gadgets possíveis. Ao que parecia, se eu tivesse aquele android com a versão atualizada e uma tela de 3” ou o ipod mais recente, eu finalmente seria feliz. Bem, mesmo não sendo feliz, eu pelo menos poderia me distrair sempre que estivesse triste.

Continue lendo

 

La Rochefoucauld com Reflexões Sobre Amor, Gratidão e Felicidade

Antes de mais nada, uma breve introdução. Afinal de contas, quem é Rochefoucauld? Por que se importar com o que ele fala?

François de La Rochefoucauld foi um … bem, você não pode chamá-lo de filósofo no sentido tradicional da palavra, mas talvez.. um grande observador da natureza humana. Ele refletiu sobre os motivos e as condutas dos homens, estando muito bem posicionado como um francês nobre do século XVII para observar o pior das intrigas na Corte.

Em seu livro, Reflexões ou Sentenças e Máximas Morais, no qual trata da natureza humana em ação, por assim dizer, há um trabalho feito com um olhar preciso e sem rodeios. Ele não receia ao descrever claramente as atitudes humanas que observa, tal qual Robert Greene o faz hoje em dia.

Continue lendo

 

Pensamentos em Cachê, Feijões Enlatados E a Mentalidade Crítica

O fato da maior parte de nossa cognição ser baseada em pensamentos em cachê é atribuído à evolução, à forma como nosso cérebro se organiza. Esses pensamentos são uma ocorrência quase tão autossabotadora quanto a sinalização, então é essencial que você entenda esse conceito.

Continue lendo

 

10 Conselhos Valiosos Que Extraí dos Últimos +100 Livros Que Li

Uma das coisas mais importantes que você pode fazer hoje é ler mais. Claro, levando essa atividade a sério e escolhendo livros bons (não apenas romances divertidos), que possam lhe ajudar a viver uma vida melhor.