Caso de Sucesso: Como Criar Uma Renda Paralela

Todo mundo quer mudar. Seja melhorar financeiramente, tornar-se mais produtivo ou mesmo mais feliz, queremos sempre desenvolver algo em nossas vidas.

O Estrategistas está aqui para lhe ajudar com isso: nossa política de nenhum-conhecimento-lixo-new-age-só-coisa-que-funciona ajuda. Dar dicas práticas de como realizar as mudanças ajuda. Mas sem atitude da sua parte, a leitura vai servir de alguma coisa?

A seguinte troca de email aconteceu com um dos participantes de nossa comunidade, o Jean. Ela merece compartilhada (e Jean foi gracioso ao permitir) não só porque mostra resultados reais, mas porque mostra algo essencial que é difícil comunicar através de textos: você precisa de atitude.

Jean recebeu um pedaço de feedback, foi atrás, absorveu o que era preciso e colocou em prática.

Cortei algumas partes para abreviar, mas não alterei o conteúdo da troca. O Jean mandou:

Um conceito que você prega e que eu gosto bastante é o de que deve-se criar fontes de renda que não tome tanto tempo para que assim possamos nos dedicar as nossas paixões.

Minha dúvida é como fazer isso? Por onde começar?

Tenho vários projetos e ideias e uma das dificuldades para coloca-los em pratica é a falta de tempo devido ao meu atual emprego.

Meu trabalho atual, financeiramente me permite ser independente e com um padrão de vida razoavelmente bom por outro lado ele me toma muito tempo e energia (pra você ter uma ideia eu entro as 08:00 e hoje talvez não saia antes das 22:00 atualizando, gerando e criando relatórios).

Você consegue me ajudar sugerindo algum livro, material e ideias praticas do que fazer?

Minha resposta –

“Um conceito que você que você prega e que eu gosto bastante é o de que deve-se criar fontes de renda que não tome tanto tempo para que assim possamos nos dedicar as nossas paixões.”

Eu não lembro de ter dito exatamente isso, pois passa uma noção de ganhar dinheiro fácil/passivo, que é perigosa. Se disse, não diria que penso mais assim.

A criação de renda com projetos? Não lembro de ter coberto o *como* ainda em um post, mas é algo que devo fazer eventualmente. Por enquanto:

A startup de $100 é um bom livro para ir abrindo sua mente.

A resposta de Jean, 3 meses depois (eu já tinha esquecido):

Desculpa pela demora em dá-lo um retorno. Muitíssimo obrigado pela atenção e pela a indicação do livro.

Um dos motivos pelo qual levei esse tempo é que queria já ter colocado em pratica seus conselhos e o que aprendi no livro. E foi o que eu fiz.

Através de uma colega consegui um contato de uma empresa que faz “business plan” para que outras empresas possam fazer captação de recursos nos bancos. Eu faço a parte de orçamentos, projeções e demonstrações financeiras. Faço essas atividades depois do meu trabalho atual e apesar de me tomar um tempo e energias extras me empolga fazer isso porque me mostra alternativas e oportunidades não depender de um emprego “formal” como fonte de renda.

Durante esse tempo também comecei a desenvolver um planejamento para uma transição de carreira. Sair do back office e ir para a área comercial. Sempre me interessei por vendas e marketing e conhecimento nessas áreas vai me ajudar muito nos futuros empreendimentos. Caso tenha alguma coisa que possa ajudar relacionado a isso ficarei muito grato.

Você continua desenvolvendo um ótimo trabalho. O blog está sempre melhorando e além da qualidade dos textos ele não é mais do mesmo, o que acontece muito no campo do autodesenvolvimento, muita repetição. No Estrategistas sempre encontro um conceito diferente e totalmente aplicável à pratica. Um exemplo foi o sobre o efeito da rainha vermelha, faz todo sentido mas se eu não tivesse lido talvez nunca percebesse o quanto nos esforçamos pra ficar no mesmo lugar.

Não há mistério: mudanças são feitas com conhecimento de qualidade transformado em ação por uma boa dose de iniciativa.

Aos interessados:

 

Paulo Ribeiro

Autor, empreendedor, amante do aprendizado e um estrategista moderno. Escreve sobre estratégias para viver uma vida melhor e mais significativa.