• Share on Google+

Tim Ferriss era empreendedor, e trabalhava mais de 90 horas por semana. Vivia metido em e-mails e ligações telefônicas, não tinha tempo para família nem para se exercitar. Ele estava em burnout.

Até que ele tomou uma decisão drástica, iria para a Europa, passar uma semana lá, sem telefone, e-mail e nada. Ia ver o que acontecia com sua empresa e sua vida se ele se afastasse um pouco. E a semana virou semanas, meses até chegar à marca de 6 meses fora. E sua empresa só fez melhorar. Depois disso, ele viveu viajando, virou campeão chinês de kickboxing, fez uma novela no Japão, ganhou um recorde no guiness book em tango, tornou-se empreendedor anjo e estrela no Vale do Silício.

Parece historia de ficção, não é?

Mas não é. Tim fez isso tudo e depois escreveu um livro para contar sua historia: “4 horas por semana“. Para completar, escreveu um processo completo de como fazer o que ele fez e ter a sonhada jornada semanal de 4 horas de trabalho.

O livro foi dividido em quatro partes, D E A L, Definition, Elimination, Automation, Liberation.

  • Definition (definição)

É a parte mais motivadora do livro. Ele mostra estratégias de como definir o que você quer fazer, qual o seu objetivo tanto na vida como nos negócios. Mostra  vários casos reais de pessoas que passaram por isso.

  • Elimination (Eliminação)

É a parte mais interessante do livro. Ele indaga: já que nós queremos trabalhar o mínimo possível, vamos levar a produtividade ao limite . Daí surgem várias dicas de como usar menos e-mails, telefone, de como começar uma dieta de informação, como não perder tempo na web. Ou seja, só essa parte já vale o livro e é assunto de vários posts  por aqui.

  • Automation (Automação)

Bem, essa parte é a menos ‘fazível’ para nós brasileiros, por que ele ensina várias formas de se automatizar a vida e seu negócio. A dica principal é contratar um assistente pessoal na China ou Índia.

Assistentes pessoais são pessoas que podem fazer os trabalhos mundanos, para assim você só focar no importante. Eles podem marcar compromissos, escolher e-mails e responder, pagar contas, fazer compras, dentre outras coisas.

Depois disso, Ferris ensina a criar um produto e faze-lo crescer. Confesso que essa parte parece fácil demais. Tim explica isso como se fosse um processo beeem simples e que todos podem fazer com pouco esforço. Porém não, não é fácil, embora as dicas e o processo que ele cita sejam bastante valiosos.

  • Liberation (Liberação)

Aqui, o livro mostra como você pode acabar com sua rotina de 9h às17h (ou, 8h às 18h  no Brasil), para poder viajar e percorrer o mundo. Em um processo bem gradual, você pode diminuir sua carga de trabalho no escritório, passando a levar mais trabalho para casa, tornando sua presença física cada vez menos necessária.

Pouco a pouco você deve ir tirando um dia do seu trabalho, até conseguir passar uma semana fora do trabalho. E se o seu trabalho não permitir, fuja, largue o trabalho.

Bem, o livro é muito bom e animador. Muitas das dicas parecem ser fora de realidade e algumas realmente são. Porém, se você pegar 60% do que o livro fala, você vai melhorar bastante como pessoa e profissional.

A mensagem final que Tim Ferriss quer passar com o livro é algo assim:

Todo mundo quer ser um milionário, mas ninguém quer ser um milionário para ter uma conta recheada e sim para viver como um milionário. Para viver como tal, não precisa ter o dinheiro. Basta fazer sua vida e viver como um. Não adianta trabalhar 45 anos, se aposentar e ‘aproveitar’ a vida. Viva cada vez intensamente e tire mini aposentadorias ao longo da sua vida de trabalho.  Aproveite a vida e se divirta.

  • Sobre ser um novo rico | Estrategistas
    Responder
    Author
    Sobre ser um novo rico | Estrategistas

    […] gente fala mal de Tim Ferris, autor de “Trabalhe 4 horas por semana“. Sério, bastante gente não gosta dele, afirma que é tudo marketing, que o material dele […]

  • Douglas Melo
    Responder
    Author
    Douglas Melo

    Ótimo post…
    Acredito que um bom estrategista deva ter essas qualidades
    Capacidade de analisar globalmente a situação,Sintetizar possíveis soluções,Eliminar
    todo e qualquer desperdício (tempo,recursos,etc) e Aprender a aprender…
    Li 02 livros do Tim e recomendo,analisem a forma de pensar dele e verão uma pessoa
    que busca o resultado simples e puro…a regra da eliminação então nos trará o máximo de desempenho com o minimo de excesso…
    Parabéns pela qualidade do site,objetividade com conteúdo(sucesso certo)
    Abraço estratégico a todos

    • Paulo Ribeiro
      Responder
      Author
      Paulo Ribeiro

      Isso aí, @disqus_D0wqIm4Vcu:disqus, nossa visões de estratégia são bem parecidas.
      Abração!

  • Kellvyn Atary
    Responder
    Author
    Kellvyn Atary

    Tim Ferriss is Legen- wait for – dary!

  • Pesquisa: Economia da Atenção | Oficina de Jornalismo
    Responder
    Author
    Pesquisa: Economia da Atenção | Oficina de Jornalismo

    […] lidar automaticamente com qualquer pequeno problema que surja. Um assistente virtual no estilo do Tim Ferris é uma solução – uma pessoa na Índia que lida com todos os problemas de baixo nível que […]

  • Bóson Treinamentos
    Responder
    Author
    Bóson Treinamentos

    Excelente post! Já li esse livro do Tim Ferris e aos poucos venho tentando aplicar os inúmeros conceitos aprendidos à minha vida, sempre que possível. Uma parte complicada de se fazer é ir eliminando a necessidade de estar fisicamente na empresa- em alguns ramos de atividade, isso é virtualmente impossível.
    Abraço!

  • Antonio Junior
    Responder
    Author
    Antonio Junior

    Realmente muitas coisas estão fora da realidade do Brasil. Eu fui em busca de saber sobre esse sistema de ter um a loja online onde vc só faz o pedido e lida com o cliente enquanto a marca gerencia estoque e logística. Praticamente todas empresas que achei aqui no Brasil os preços dos itens já são até mais altos do que a maioria das lojas online. Então não compensa.
    Por exemplo tem uma empresa que tem um estoque de vários produtos de informática. Então um fone de ouvido da marca X custaria para mim 100,00. Daí eu ponho minha margem e ficaria digamos 130,00 e tento vender na minha loja online. Mas a loja famosa Y já vende o mesmo fone por 95,00 ou pelos mesmos 100,00.

    Mas ele dá umas boas sacadas sobre criar sua loja ou negócio online e terceirizar umas coisas e delegar outras e ir curtir sua vida sem trabalhar até morrer ou ter um burnout.

  • Jacqueline
    Responder
    Author
    Jacqueline

    Olha, esse Tim Ferriss pra mim é um trapaceiro, isso sim. Não tem como admirar um cara que se dá bem na vida sendo “espertinho”, pq foi isso o que eu aprendi lendo um dos livros dele. Nota 0 pra esse cara. A não ser que vc queira “vencer” na vida a todo custo, fazendo os outros de escada. Pra mim, não colou.