• Share on Google+

Agora, às 19h01 do dia 15 de agosto de 2013…

Essa foi uma das minhas resoluções para 2013. E meu desejo para todas as pessoas.

Lembro de ter postado no facebook:

2013: “Fale menos, faça mais”.

Além de saúde, que está razoavelmente fora do nosso alcance, desejo isso para vocês (e para mim!). O que a gente faz nos define como pessoa, não adianta ter belos planos, boas inteções, ou amar loucamente se você não AGE, se você não transforma isso em ações.

Lembre de ser grato pelas lições e oportunidades de 2012. Agora é só olhar para frente.

Feliz 2013 a todos, beijo nas meninas e abraço nos rapazes.

Estou tentando viver o que falei. 2012 foi um ano legal, de muito aprendizado, formação e estabelecimento de crenças e experimentação. Porém, eu cheguei ao final do ano sem muitos resultados concretos.

Não me entenda mal. É pefeitamente saudável você ter um ano desses, onde você faz muito avanço abstrato, cria bases para dar grandes saltos mais na frente. Ao ler um livro de história, ao se deparar com alguma figura importante e descobrir que, dos 30 aos 31 anos ela tirou um ano de folga, indo viver nas montanhas, fazendo um retiro para leitura… isso não seria ruim nem chocante. Produção massiva dos 20 aos 25 aos 30, pausa minúscula, e volta à produção massiva.

Entretanto, eu não estava satisfeito; e fiz da ação uma de minhas metas do ano.

Até agora, eu tenho muita coisa concreta para demonstrar e até o final do ano eu terei muito mais coisas. Isso é importante para mim, já que faço parte do time que fica preso no abstrato, na leitura.

Não mais.

Então agora, às 19h01 do dia 15 de agosto de 2013, eu renovo meu voto para você: faça mais, fale menos.

Se quiser me adicionar no facebook (ou em qualquer rede social), fique à vontade. Só peço que diga um olá, para que eu te diferencie de contas falsas.

  • Raphael
    Responder
    Author
    Raphael

    Caramba, acho que me encontro na mesma situação que você estava neste período.
    “Até agora, eu tenho muita coisa concreta para demonstrar e até o final
    do ano eu terei muito mais coisas. Isso é importante para mim, já que
    faço parte do time que fica preso no abstrato, na leitura.”

    Como você fez para mudar isto? Por onde começou? Como decidiu o que iria começar a fazer?

    • Paulo Ribeiro
      Responder
      Author
      Paulo Ribeiro

      guenta aí, escrevi um texto enorme para responder essa pergunta. nos próximos dias está saindo.

  • Como Parar de Planejar e Começar a Fazer? | Estrategistas
    Responder
    Author
    Como Parar de Planejar e Começar a Fazer? | Estrategistas

    […] Esse sentimento estava no fundo da minha mente nos últimos meses, até que há alguns dias um leitor fez um comentário que me deixou pensativo. O post foi escrito na metade do ano passado e nele eu discuto uma das minhas resoluções para 2013: fale menos, faça mais. […]