• Share on Google+

Isso é louco demais.

Imagine um dos maiores empreendedores da atualidade.

  • Ele fez os negócios da família crescer ridiculamente (decuplicou, se lembro bem).
  • Foi pioneiro na venda de VINHO pela internet. Sim, vinho. Imagina como alguém vai comprar vinho sem saborear ou sentir o cheiro dele? Pois bem, ele criou um negócio multimilionário ao redor disso.
  • Ele é autor de dois bestsellers que foram para o topo da lista dos mais vendidos do NY Times.
  • É a referência MUNDIAL em mídias socias e marketing digital. Sim, mundial.

Certo, você imaginou o cara. Agora deixa eu te dizer: eu tenho ele na minha lista de contatos.

Isso, no telefone.

Print Celular Snapchat

Olha lá, ninguém menos do que Gary Vaynerchuk.

Gary Vaynerchuk

É bizarro, se você parar para pensar.

O aplicativo acima é o ‘Snapchat’. O princípio é simples: você tira fotos e envia para pessoas que você escolhe; depois de certo tempo (você escolhe quanto), a foto desaparece; deleta-se por conta própria. Isso cria a comunicação através de ‘snaps’.

Meio bobo, huh? E até certo ponto é. (sim, deve ter gente usando isso para pornografia. grande novidade!)

Não quero entrar em discussão sobre o mérito da rede social (o Gary fala que através do Snapchat, as marcas podem ganhar real atenção dos clientes, ainda que por alguns segundos; já que outdoors e afins nem isso ganham), que por sinal explodiu em uso entre adolescentes de 13 a 20 anos no EUA.

Meu ponto aqui é sobre como estamos vivendo tempos malucos.

1. A tecnologia está permitindo maneiras mais e mais criativas de se conectar com as pessoas.

2. O Gary, como alguém que ‘vive o que diz’, se posicionando de uma maneira bem peculiar de modo a entrar em contato direto com sua “tribo”, as pessoas que admiram/seguem o trabalho dele. É transparência completa. Não importa onde você vai, o Gary Vaynerchuk está presente e sendo sempre autêntico.

Ele não precisa de um time de especialistas sociais recomendando o que postar e em que hora. Não, ele simplesmente compartilha a vida, através de vários meios: twitter, facebook, tumblr, pinterest, instagram, snapchat, etc. Essa é a vantagem de quem escolhe transparência radical como base da comunicação na internet: você só precisa ser você mesmo.

Isso se chama engajamento. Vá aonde as pessoas estão. Por sinal, se você quiser adicionar o Gary lá, o username dele está descrito lá na imagem. O meu também.

Eu basicamente só baixei o app para testar depois de tanto ele falar no twitter (uma das únicas pessoas de quem leio tudo publicado na internet).

Para você ter noção de como é simples: ontem recebi um snap, com uma foto dele segurando uma taça de vinho com a palavra escrita “wine?” por cima.  Hoje, respondi com uma foto minha vestido com bata e com um tubo de ensaio na mão com a palavra “lab?” por cima (tava na aula).

Depois de selecionar 6 segundos (tempo antes da foto se apagar) e apertar no botão ‘enviar’, eu pensei: “acabei de mandar isso para uma das pessoas mais bem sucedidas do mundo e sinto como algo normal nesse contexto. Meu, que mundo maluco.”