• Share on Google+

Que conceito científico iria melhorar as ferramentas cognitivas de todas as pessoas?

Com esse mote, o Jonh Brockman editou o livro ‘This Will Make You Smarter’, coletando as respostas de 150 grandes pensadores da atualidade. Organizador do site Edge.Org, sobre conteúdo científico de ponta (há discussão sobre grandes avanços da ciência em todas as áreas), o Brockman aproveitou a oportunidade para perguntar às grandes mentes o que poderia fazer as pessoas mais espertas.

Eduardo e eu selecionamos as 5 melhores respostas, que estão presentes no livro em forma de ensaios (melhor no sentido de gerar boa discussão), e trouxemos para discutir com você.

Link Vimeo

Os ensaios discutidos foram:

  • The Controlled Experiment, por Timo Hannay.
  • Self-serving bias, por David Myers
  • The Focusing Illusion, por Daniel Kahneman
  • The Umwelt, por David Eagleman
  • Think Bottom-up, not top down, Michael Shermer

No papo, mencionamos alguns tópicos, vídeos etc. Abaixo segue links para leitura adicional:

Como de costume, feedback são bem-vindos! E sugestões, claro: o que você gostaria de ver discutido aqui?

  • Rafael Avelino
    Responder
    Author
    Rafael Avelino

    Olá Paulo e Eduardo!

    É como sempre digo o
    problema nunca é a pessoa ou é ela, sempre são os outros! rsrs

    Eu parei de discutir
    com muitas pessoas por causa do que você falaram;cada um tem uma visão do
    mundo.Tento me focar na solução e parei de pensar no problema,embora seja mais
    fácil falar do que fazer rsrs.

    Estão cada vez melhores os vídeos!

    Abraço!

    • Paulo R. Ribeiro
      Responder
      Author
      Paulo R. Ribeiro

      De fato, Rafael, é sempre mais complicado do que parece. Mas acho que seja algo interessante a gente treinar, saca? Já que vamos nos relacionar com as pessoas durante toda a vida, é melhor praticar logo (ao invés de evitar).

      Fico feliz de ver que está gostando. Vc está sempre fazendo comentários inteligentes, agradeço o apoio! Se precisar de uma mãozinha em algum projeto, não hesite em me contactar.

      Abraço!

  • Luís
    Responder
    Author
    Luís

    “Olha o Eduardo e o Paulo aí Gente!

    Tô chegando! Tô chegando!

    ARREBENTA ESTRATEGISTAS!!!!!!!”

    (NOTA: imagine o Neguinho da Beija-Flor gritando o texto acima hehehehe)

    Vamos lá, senhores:

    Mais uma vez um vídeo muito bom! Só uma sugestão… em alguns momentos vocês se empolgam PRA CARAMBA! Normal, o assunto é legal. O problema é que nesses momentos você falam um pouco mais rápido e fico complicado entender algumas vezes. Não é algo absurdo. 99,99999999% do conteúdo é compreensível. É só uma dica pra tomar cuidado com a velocidade.

    Analisando este vídeo consigo perceber que o que alguns leitores falaram sobre o som do vídeo anterior talvez não fosse exatamente sobre o som e sim sobre o lance da velocidade em alguns momentos.

    Fica a dica, manolos.

    *Experimento controlado

    Como disse em um texto anterior, acho que que a humanidade teria muito a ganhar ao ler “O Mundo Assombrado pelos Demônios”, seja por perceber a importância do método científico, a beleza da ciência e/ou o perigo escondido na ignorância.

    *Lean Startup

    Muito bom o link que vcs fizeram sobre o lean e o método científico!

    Frase muito boa do movimento e que serve pra vida como um todo: “Pense grande, comece pequeno e erre rápido.” ;-)

    *Viés

    Sempre fico me perguntando porque raios nosso cérebro não se adequou rapidamente às mudanças ambientais… mas aí eu lembro que a parte “moderna” da história da humanidade é só a ponta do iceberg =/ Espero que versão 3.0 do ser humano corrija isso tudo… e que nos dê cabelos que não caiam com a velhice hehehehe

    *Ilusão do Foco

    Bate com o que eu sempre digo sobre a felicidade ser um todo complexo. Deste modo não existe “a vida é ruim” ou “a vida é boa”. Existem momentos ruins ou bons, uma vez que a felicidade é algo demasiado complexo e muitas vezes volátil. (NOTA: Há um texto lindo do incrível – e infelizmente esquecido – Malba Tahan que fala sobre essa volatilidade toda… http://www.simplescoisasdavida.com/isso-tambem-passara/ vale dar uma olhada).

    *Umwelt

    Acho que podemos fazer um paralelo com as religiões aí. Sou meio suspeito para falar nisso, uma vez que sou Agnóstico, mas vejo inúmeras igrejas propaganda a “sua verdade” quando na verdade ela não pertence a ninguém e se pensarmos bem ela nem existe… pelo menos não de modo “absoluto e imutável”.

    *Pensar de baixo pra cima

    É como diz aquela fase que eu nunca sei de quem é, porque sempre aparece um autor pra se apropriar (mas acho que é do Da Vinci): “A simplicidade é o último grau de sofisticação).

    É, eu sei que faço comentários longos… Coloquem nos extras do DVD como “Comentários do xarope do Luís” hehehehe

    Abraço, senhores!

    • Paulo R. Ribeiro
      Responder
      Author
      Paulo R. Ribeiro

      :D

      Feedback fabuloso, Luís, obrigadão!

      Quanto à velocidade, yeah, a gente precisa tratar isso. Bem apontado. Por curiosidade, o sotaque da gente chega a atrapalhar? ;-)

      * Experimento Controlado

      Comprei esse livro e já dei a duas pessoas de presente. E vou continuar comprando até ver a Terra como um lugar mais cientificamente literado!

      *Ilusão do Foco

      Esse texto do Malba é bem interessante, já tinha lido uma variação dele em algum lugar. E o mais legal é que nem é um lance místico, a vida não é nada, só o que a gente dá de significado a ela. Por isso, momentos tristes e felizes.

      *Pensar de baixo pra cima

      Citação bacana! Salvei aqui para referências futuras, parece que você curte mesmo o Leo da Vinci ;)

      Abração!

      • Luís
        Responder
        Author
        Luís

        Acho que o sotaque não atrapalha não, velho. Tanto que quando vcs falam em inglês é sussi de compreender :>)

        Da Vinci é hardcore! =D

  • William Herbert
    Responder
    Author
    William Herbert

    Fala Paulo, já fazia um tempo que não visitava o blog e não tinha visto nenhum vídeo, parabéns pela escolha rica de conteúdo e por não subestimar seus ouvintes. Falando por mim: quanto mais sinapses melhor.

    Só um detalhe: tive que aumentar ao máximo os volumes do fone e do pc, e mesmo assim tive dificuldade para entender algumas partes. Como o conteúdo pede reflexão e temos que raciocinar fora do piloto automático durante a conversa, um volume baixo força o ouvinte a pausar e voltar o vídeo mais vezes do que o que ele já faria. Além disso, se estiver muito alto é possível diminuir o volume, enquanto aumentá-lo não resolveu o problema.

    Não sei quais métodos vocês utilizam para gravar o áudio, e nem se é possível melhorar, mas fica a dica.

    Sobre o conteúdo em si só vou comentar que você poderia escrever sobre isso no Pdh. Acessibilizaria o assunto para mais pessoas e daria ainda mais crédito ao seu blog.

    Abraço!

    • Paulo Ribeiro
      Responder
      Author
      Paulo Ribeiro

      Legal saber que você é um visitante de longa data, Williiam, muito bacana! Sinta-se livre para me mandar um email e dizer no que está trabalhando, se posso te ajudar em alguma coisa.

      Vou tomar conta desse ponto do microfone. Provavelmente a gente vai usar microfones separados e juntar ao vídeo em seguida.

      Obrigado pela sugestão de texto. Estou terminando a leitura do livro e posso fazer um apurado de textos para compartilhar aqui ou lá.

      Abração!

  • joão carlos
    Responder
    Author
    joão carlos

    Olá pessoal, bate-papo muito interessante e enriquecedor; apenas a qualidade do áudio precisa melhorar, pois vocês parecem ter gravado com um microfone remoto e pelo fato de estarem em um quarto sem a acústica adequada houve um comprometimento do som pelo fenômeno reverberação(som refletido).Sugiro que voltem a fazer mais videos, pois são bastante didáticos.Sucesso para vocês.Abraço forte.