10 Conselhos Valiosos Que Extraí dos Últimos +100 Livros Que Li

O conhecimento mais importante é aquele que guia o modo como você conduz sua vida.

— Sêneca

Uma das coisas mais importantes que você pode fazer hoje é ler mais.

Claro, levando essa atividade a sério e escolhendo livros bons (não apenas romances divertidos), que possam lhe ajudar a viver uma vida melhor.

E é isso que eu tento fazer na minha vida. Afinal de contas, nosso lema é: Transformando conhecimento em ação. Ação em sucesso.

Querer viver uma vida melhor e não tocar nessa fonte preciosa de experiência e sabedoria é burrice. Viva e aprenda com as milhões de pessoas que já viveram antes de você.

Não é mistério que eu tenho um sistema especial para extrair o máximo de minhas leituras, leituras estas que compartilho mensalmente. Na hora de organizar meu livro de notas, uso de várias categorias para marcar as passagens que pretendo guardar.

Duas em especial são muito valiosas: Conselhos e Vida.

Na categoria de Conselhos, guardo tudo aquilo que extraí das leituras que vai me ajudar de modo direto a viver uma vida melhor. A categoria Vida é uma extensão da categoria de conselhos, guardando ideias que não são expressamente mandatórias, mas as quais podem ser processadas e me ajudar a tomar melhores decisões.

Ao olhar o caderno de notas crescer, vi que já tinha algo valioso e destilado para compartilhar. Claro, provavelmente eles não terão o mesmo valor para você que tiveram para mim (já que li o livro, digeri, coloquei no papel escrevendo a mão e pensei a respeito), mas ainda assim são pedaços poderosos por si só.

Seguem a seguir 5 passagens retiradas da categoria “Conselhos” e 5 da categoria “Vida”.

Passagens com Conselhos

Já que uma pequena observação pode desprovar uma afirmação, enquanto que milhões dificilmente podem confirmá-la, desconfirmação é mais rigoroso que confirmação.

— Nassim Taleb

Nassim Taleb é uma daquelas mentes que chegam para chacoalhar o chão em que pisamos. Sem exagero algum, ele é considerado o autor mais importante por algumas pessoas bem inteligentes que conheço, está na carga de estudo da Exosphere e está no meu top 10 sem dúvida.

Bastante rigoroso com suas ideias, sempre bem fundamentadas, ele sai da matemática, de onde prova as coisas, e traz os conceitos para o dia a dia. Não concordo com 100% de suas ideias, mas elas são valiosas o suficiente para que você deva checá-las. E é por isso que uma passagem de seu livro, Antifrágil está aqui. Deveria haver mais, todavia poucas cabem em um trecho autocontido.

Essa passagem em específico fundamenta uma postura, a via negativa, que ele prega com veemência. Como disse Ennius: Nimium boni est, cui nihil est mali, ou ‘o bom é em maior parte a ausência do mal’.

Se você focar em parar de fazer o que é ruim (uma vez que o ruim é mais facilmente descoberto), você estará bem e não precisará obcecar em buscar o bom (que é mais difícil de comprovar).

Se a longo prazo não tiver importância que a outra pessoa concorde ou não com você – ou se o tempo e a própria experiência a fizerem compreender o que você quer dizer – então é melhor nem mesmo se preocupar em mostrar nada. Poupe a energia e se afaste.

— Robert Greene

Boom, em um trecho, Robert fornece um guia simples para decidirmos quando devemos ou não nos engajar em discussões. Ele é simplesmente o mestre de absorver lições da história e trazê-las para um contexto atual.

É uma pena que tanta gente ignore o trabalho dele por parecer “amoral”, “maquiavélico” e afins. Há leis do poder que você pode aplicar sem romper seu código ético e, no fundo, é tudo uma questão do que você vai fazer com o potencial que o conhecimento te fornece; dar as costas a ele é idiotice.

Devo te dizer o que a filosofia oferece à humanidade? Conselho. Uma pessoa está encarando a morte, outra é aborrecida pela pobreza, enquanto outra é atormentada pela riqueza… Todos os homens estão esticando as mãos deles para você de todas as direções. Vidas que foram arruinadas, vidas que estão a caminho da ruína estão apelando por alguma ajuda. É para você que eles se viram em busca de esperança e assistência.

— Sêneca

Não é comum pensarmos em filosofia como fonte de conselho para a humanidade. O natural é associá-la com discussões sem sentido sobre o som de árvores caindo na floresta sem ninguém por perto para ouvir.

Contudo, o objetivo original da filosofia, muito forte especialmente na Roma Antiga, era ser um guia de vida (especialmente considerando o enfoque dos romanos no desenvolvimento de virtudes pessoais). Se você for atrás de bons filósofos, especialmente os estoicos (Sócrates também serve), extrairá muito sobre a boa vida.

Como pode uma mudança de ambiente para o exterior e se tornar familiarizado com cenas e cidades estrangeiras ser de qualquer ajuda? Toda aquela movimentação acontece de ser bem inútil. E se você quer saber por que todo esse escape não pode te ajudar, a resposta é simplesmente essa: você está fugindo em sua própria companhia. Você tem que descarregar o peso em seu espírito. Até que você faça isso, nenhum lugar irá satisfazer você.

— Sêneca

Dos estoicos mais famosos, Sêneca é o onipresente pois ele não se abstinha de dar conselhos. Não há nem mais o que comentar nas passagens dele.

As pessoas têm medo de não fazer dinheiro e se isso vai dominar sua vida, então vai ser bem difícil fazer o que estou falando. Eu entendo se você é mais velho ou se você tem crianças para alimentar e contas etc. Mas se você está viciado ao salário e você não consegue se livrar dele e você está simplesmente tão assustado… então nem tente. Isso é onde você estará e é para o resto da vida, um problema que você tem.

Mas se você for na direção oposta, você aprender como eu aprendi, largar, e viver com o mínimo por um tempo, e meio que ficar no limite, e fizer as coisas que estou dizendo, como ouvir a si mesmo, o que você gosta, o que o frustra, o que o excita… Toda vez, mais tarde na vida, que você se encontrar em um beco sem saída e isso acontece com todo mundo, ainda acontece comigo, você será capaz de fazer o que eu falo. E dizer: “Tudo bem, agora é a hora de dar um passo atrás, olhar para mim mesmo. E então se eu tiver que receber uma redução de salário, eu posso, porque eu já recebi uma redução antes na vida e não foi tão ruim quanto eu imaginei.”

Essas são habilidades para a vida que você está desenvolvendo. Fazer dinheiro não é a única habilidade importante no mundo, há habilidades para a vida, quando você sabe como lidar com certas situações como mudanças em sua vida, como ter que lidar com menos dinheiro e coisas do tipo.

—Robert Greene

Isso é trapaça? Essa passagem não é de um livro de Robert, mas de uma entrevista que ouvi dele. Como ela resume bem o pensamento dele sobre o ponto do dinheiro, encaixa aqui.

Passagens sobre a Vida

Quando as pessoas se sentem assoberbadas na vida, a reação natural é recuar para várias formas de passividade. Se não tentamos e não experimentamos muitas coisas na vida, se limitamos âmbito de nossas ações, podemos obter a ilusão de controle. Quanto menos tentamos, menores são as chances de fracasso. Se nos convencemos de que realmente não somos responsáveis por nosso destino, pelo que acontece em nossa vida, nossa impotência notória se torna ainda mais palatável.

—Robert Greene

Responsabilidade. Se você assumir responsabilidade pelas coisas, você pode não controlar tudo (há muita aleatoriedade na vida), mas você vai controlar alguma coisa. Só esse pouco de controle vai ser a diferença entre uma vida bem vivida ou não.

A demanda sobre você é esta: uma vez que você vir o mundo pelo que ele é, como ele é, você deve agir.

— Ryan Holiday

Há muita, muita coisa errada no mundo. Quando você toma a pílula vermelha e acorda da matrix, não há volta disso. Uma vez que você sabe, é sua responsabilidade moral agir. É impossível voltar atrás da verdade.

‘Cesse o esperar’, ele diz, ‘e você cessará o temer.’ ‘Mas como,’ você perguntará, ‘podem coisas tão diversas como estas estarem ligadas?’ Bem, o fato é, Lucilius, que elas estão conectadas uma a outra, por mais desconectadas que possam parecer. Embora sejam amplamente diferentes, as duas marcham uníssonas como um prisioneiro e a escolta à qual ele está algemado. O medo anda ao lado da esperança. Eles se moverem juntos não me surpreende; ambos pertencem a uma mente em suspense, a uma mente em estado de ansiedade ao olhar para o futuro. Ambos são principalmente devido à projeção de nossos pensamentos adiante de nós ao invés de adaptar-nos ao presente.

— Sêneca

Medo e esperança andam bem juntos. Afinal de contas, é a esperança é o que nos fode.

Quando uma pessoa está seguindo uma trilha, há um final eventual para ela em algum lugar, mas ao perambular por aí não há limite.

— Sêneca

Um lembrete constante que uso sempre que me sinto tentado a fazer o que os outros já fizeram por medo de arriscar algo novo.

Nossas ações podem estar impedidas, mas não há impedimento para nossas intenções e disposições. Porque nós podemos nos acomodar e adaptar. A mente adapta e converte ao próprio interesse o obstáculo a nossas ações.

O impedimento a ação avança a ação.

O que bloqueia o caminho se torna o caminho.

— Marco Aurélio

A passagem é de um dos meus livros favoritos, que é o favorito do Robert Greene e do Ryan Holiday. Ela deu origem ao novo livro do Ryan, que discuti em detalhes aqui.

Se ainda não ficou óbvio: dos mais de 100 livros desde que comecei a implantar esse método de leitura, os autores mais importantes no que toca a conselhos foram: Robert Greene, Sêneca, Marco Aurélio, Ryan Holiday e Nassim Taleb.

Em resumo, se você gostou do que leu e quer mergulhar na obra de alguns deles, você pode começar:

E claro, se quiser ficar por dentro de mais recomendações desses autores conforme eu os leia, você pode assinar para receber minha lista mensal.

 

 

Paulo Ribeiro

Autor, empreendedor, amante do aprendizado e um estrategista moderno. Escreve sobre estratégias para viver uma vida melhor e mais significativa.

 
  • Pingback: Como Parar o Tempo e Preparar Sua Vida Para o Crescimento | Estrategistas()

  • Dinho Josue

    Parabéns pela perspectiva realista Paulo Ribeiro! Adorei as citações, a filosofia do estoicismo me fez renascer em minha própria existência. Tenho todos os livros de Robert Greene (Leio e releio apaixonadamente), Ryan Holiday, também sou fã dos antigos clássicos, Montagne, Sêneca, Schopenhauer, Baltasar Gracián, Nietzsche… Recomendo os livros do Dr. Galeno Alvarenga (Todos incrivelmente extraordinários), disponíveis no site do autor.