Tenho 23 Anos e Não Sei O Que Fazer da Vida

É muito comum a sensação de não saber o que fazer da vida. Muitas vezes entramos numa primeira carreira para só então descobrir que ou não amamos aquilo, ou não nos recompensa de maneira devida para criar uma vida saudável. Resultado: viramos escravos da rotina.

E se nosso trabalho pudesse nos servir e não o contrário? A pergunta de um leitor é pertinente a isso. Na íntegra:

Bom, estou com 23 anos e ainda não sei o que fazer da vida, qual profissão seguir

Me formei no Ensino Médio, me formei em um curso técnico em química porém não quero atuar nessa área, apenas gostava de estudar, enfim meu diploma está engavetado.

Depois comecei um outro curso técnico no qual parei e fiz cursinho pré vestibular durante 6 meses o qual também abandonei.

Mudei de cidade e decidi ser modelo. Viajei durante 1 ano e já morei em vários países, todos trabalhando como modelo. Aprendi a falar inglês por causa das viagens e vivi em várias culturas diferentes, achei fascinante.

Estou de volta a casa dos meus pais em um sítio no interior pensando o que fazer da vida, não consigo me decidir e o medo de envelhecer e ser um fracasso toma conta de mim.

Conheci o site dos estrategistas e me interessou bastante pois eu vivo muito no mundo das fantasias e acredito que isso leva ao fracasso, através do site posso ter uma visão mais realista das coisas.

Mesmo assim não sei como descobrir questões importantes.

Enfim, obrigado pela atenção.

Opa, tudo bem?

Legal conhecer um pouco mais sobre sua vida, você tem uma história muito bacana!

Primeiro, eu queria dizer que não precisa se sentir mal por ter 23 anos e não saber o que quer da vida. Isso é normal demais. O que você precisa é:

  1. Continuar procurando coisas que ama fazer e buscar fazê-las sempre;
  2. Arrumar uma maneira de se manter financeiramente enquanto faz isso;
  3. Acostumar-se com o fato de que não há respostas definitivas nem certezas na vida.

Certezas, na realidade, nos congelam.

O que tenho de mais valioso hoje é minha visão de mundo e infelizmente isso é algo que não posso compartilhar por inteiro. O que eu posso fazer é: compartilhar minhas fontes de conhecimento e discutir com você ao longo do caminho.

Eu sei que não parece muito, que uma resposta exata do que fazer seria muito mais atraente, mas isso não existe e, se minha experiência e a dos meus mentores servem de qualquer coisa, é que mudar a visão de mundo é o primeiro passo para conseguir resultados na vida.

Se você acha que eu posso ajudar (você mandou o email afinal de contas), vamos fazer assim.

Vou te recomendar 5 livros. Ia colocar uma lista de 20 (um mentor já me falou de 100, por exemplo), mas 5 está bom. Você lê e volta aqui para irmos discutindo cada um deles. Acredito que vão te ajudar a construir a vida que você deseja.

Não precisa ter um kindle para lê-los, você pode comprar na Amazon e ler no celular ou no próprio computador. Alguns são extremamente baratos (3 reais), outros possuem versão em PT se quiser comprar físico ou pegar emprestado.

  1. Ikigai, Sebastian Marshall
  2. Escolha Você, James Altucher
  3. Education of Millionaires, Michael Ellseberg (em pt / resumo)
  4. The Power of Habit, Charles Duhigg (em pt)
  5. The Demon Haunted World, Carl Sagan (em pt)

Leia, faça anotações, pense em como aplicar cada tópico a sua vida e vai voltando para discutirmos. Visitar o arquivo do site, começando aqui é ótimo também.

Parabéns, esse é o primeiro passo para sair da matrix.

Abraço

Eu fiquei em dúvida se publicava esse texto ou não, afinal de contas, estou oferecendo mentoria gratuita para quem se comprometer a fazer o que eu sugiro. E isso vai consumir muito meu tempo (principalmente nessa fase de expansão nos negócios).

Mas sabe o quê? Não faz muita diferença. 99.99% das pessoas lendo isso não vão agir sobre a sugestão. Todo mundo quer mudar de vida, mas ninguém quer realmente passar pelo processo de mudar de vida.

Ler 5 livros? Wow, isso parece esforço demais pela possibilidade de viver uma vida expansiva e significativa. Tudo bem, de todo jeito, a oferta está aí de pé.

 

Paulo Ribeiro

Autor, empreendedor, amante do aprendizado e um estrategista moderno. Escreve sobre estratégias para viver uma vida melhor e mais significativa.

 
  • Luiz Felipe Mello

    Meu amigo de 23 anos, vou me intrometer e falar algumas coisas:
    1º – Você veio ao lugar certo, na hora certa, você não sabe o quer da vida mas sabe que quer algo;
    2º – Com 23 anos acredite, você é muito, mas muito novo mesmo. Não é papo de tiozão, tenho 34 anos e ainda faço um esforço para colocar minha vida sobre os trilhos. Você com 23 tem mas experiência do que muitos, digo, fala inglês, conhece outras culturas.
    3º – Com 16 anos eu fui a uma feira de ciência em uma escola de ensino médio, e literalmente me encantei com a turma do curso Técnico de Edificações. Eles faziam maquetes, projetos e plantas de residências, mostravam como as instalações funcionavam nas casas e tinham vários exemplos de tipos de solos conseguidos após escavações. Perguntei vocês estudam isto tudo aqui ? Sim. Pronto. Sou Técnico de Edificações e me sinto com alta capacidade técnica, pois sempre fui autodidata e busquei muito conhecimento. Consequentemente busquei cursar engenharia – Uma dica, se algo lhe parecer fascinante, reflita bem, busque, leia e pesquise. Antes de ser técnico meu sonho era ser dentista e abandonei a faculdade de biologia e depois tentei processamento de dados.
    4º – Medo de envelhecer e ser uma fracasso: Bom até envelhecer vai demorar bastante, e no caso do fracasso, fatalmente você vai fracassar algumas vezes, várias vezes. Mas você vai aprender com os fracassos e cada vez ficar mais forte. É sério, veja sou mais velho me respeite. kkkk Pense em uma conta corrente, entra o seu salário e sai as suas despesas e o bom é sempre sobrar alguma coisa certo? Então o salário são coisas boas positivas e as despesas o fracasso. Trabalhe para o saldo ser positivo.
    5º – Você vive no mundo das fantasias: Bem vindo ao time. Pense, tudo o que foi criado ao seu redor alguém pensou antes, idealizou, mentalizou ou fantasiou. Fantasiar faz parte do processo e que bom que você consegue isso. Acredite, para se ter sucesso, tem que ter prática em fantasiar. O seu pensamento e suas fantasias vão criar o seu futuro. Organize-os.
    6º – Você não sabe como descobrir questões importantes ? Cara me avisa quando conseguir kkk. Questões importantes para você podem ser irrelevantes para outros. Olhe para dentro de você e não para os outros.
    Desculpe por ser meio mala !
    PS: Cola com o Paulo que vc tá bem… ABRAÇOS !!!

    • Obrigado pelo excelente complemento, Luiz.

    • Luana Polomanei

      Muito bom =)

    • Bianca Mendonça

      Oi Luiz tudo bem?
      Estou com o mesmo probleminha do nosso colega.
      Eu terminei o médio ai eu fiz técnico em adm e logo depois Seguros, agora estou cursando o último ano da faculdade de ciências atuariais e descobri que não gosto.. rs
      Tenho um trabalho bom em uma empresa multinacional grande, porém me sinto infeliz dentro daquele escritório o dia inteiro fazendo contas.
      Estou pensando em terminar a facul, e começar a fazer arquitetura, eu gosto de matemática, desenho, pessoas, eu gosto de escritório mas não quero ficar dentro dele o dia todo…
      Enfim estou com 24 anos, e tenho medo de continuar trabalhando onde não estou feliz, mas por outro lado tenho medo me recomeçar…
      Bom era isso, um desabafo..rs

      • Ray Oliveira

        Olá Bianca, o que mudou pra vc agora? Desde essa mensagem enviada.

        • Mari

          Também gostaria de saber.

    • Ricardo Tadeu

      Olá eu sou o Ricardo Tadeu Biólogo e ministro cursos em dedetização e limpeza de caixas d’água. Venho por meio desta mensagem sugerir a vossa empresa o treinamento para você e seus funcionários neste segmento de serviços onde todos necessitam da dedetização e limpeza de caixas d’água. Todos nossos cursos são com certificados de carga horária de 180hs.
      para maiores detalhes aguardo seu email.
      obrigado pela vossa atenção.
      Att Ricardo Tadeu – Biólogo especialista em controle de pragas urbanas
      Atenciosamente
      Ricardo Tadeu – Biólogo especializado em controle de pragas urbanas
      011 3542-0272/ 011 9.8641-1934

    • Isabelle Rosendo

      E eu me formei em Edificações, sinto que não aprendi nada e não tenho emprego :(

    • Gabriela lalala

      Wow, vc sabe bastante mesmo tendo só 34!! Meus parabéns, agradeço pelo texto, pq se ele com 23 tá no desespero, imagina eu aos pés do 19 :p

  • Douglas Silva

    Penso que posso contribuir também, pois meu caso é semelhante e tenho 23 anos, na verdade há alguns dias sairei dos 23, rs.

    Bom, vou expor o meu exemplo pra ver que você não está sozinho, porém em situações diferentes.

    Eu sou formação em administração de empresas, trabalho desde os 16 anos numa empresa bem conceituada, mas não estou trabalhando diretamente na minha área de
    atuação, estou atualmente na contabilidade como analista, e já obtive bastante
    experiência na área, claro que ainda tenho muito a aprender.

    Além desse trabalho, sou músico e tenho um grupo, tenho shows todos os finais de semana, com isso ganho uma renda extra. Música é minha paixão, não sou profissional, mas tenho uns anos de experiência, porém pra viver de música é um caso que tenho muita incerteza, pois é um ramo que não precisa apenas ser bom, existem inúmeras variáveis, então, eu levo, mas por que gosto de fazer.

    Em relação a não saber o que fazer da vida, eu tracei um objetivo, quero ter meu próprio negócio, quero trabalhar pra mim, independente de quanto tempo terei que dispor para isso. Já tive várias idéias de negócios, mas ainda não consegui colocar nada em prática, pois penso que ainda não achei o que realmente quero fazer. Há algumas semanas atrás tive uma idéia que talvez seja a quero seguir, mas antes de investir, pois ainda estou juntando capital, estou estudando pra saber se realmente irá
    valer à pena, e se terei mercado para isso, então ainda estou apenas no começo.

    A minha opinião sobre o seu caso é o que também foi citado no texto do Paulo, procure algo que goste de fazer e invista nisso, estude muito e tente colocar em prática, pois assim, terá a chance de viver fazendo o que gosta e ganhando dinheiro.

    Espero ter contribuído, abraços!

  • Myrian

    Nossa, estou me sentindo uma idosa aqui, hahaha! Olha meu amigo, até bem mais que 23 anos eu estava completamente perdida na vida. A chave foi tentar várias coisas mesmo, tudo o que eu sentia uma certa afinidade. Acabei voltando para uma parte da biologia que eu já tinha abandonado, e surpresa! Hoje eu já me achei na vida e amo o meu trabalho atual – trabalho no diagnóstico de doenças epidêmicas… Na maior parte das vezes é um caos absoluto, mas é um trabalho que vc SABE que é útil para a sociedade, então eu ralo pra caramba sem achar que é uma injustiça. Estou simplesmente dando o melhor de mim pra obter os resultados que eu espero – dane-se o resto, salário, horário, o que os outros estão pensando, etc. No final, mesmo que eu trabalhe mais que todo mundo que gasta o horário de almoço no facebook, eu fico mais feliz e realizada que eles – e pra mim isso é o que importa. De verdade. Ah, o livro do Carl Sagan, O Mundo Assombrado Pelos Demônios é absolutamente o meu livro de cabeceira. Super show de bola. Outro que recomendo pra qualquer ser humano na face da terra é “100 dias entre céu e mar”, do Amyr Klink. Meu outro livro de cabeceira. Viu Paulo, não deixe de ler esse, caso ainda não tenha lido!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Acho que vc vai adorar. É bem o seu estilo, planejar e fazer acontecer. Por mais que o resto do mundo ache impossível.

  • Jean

    Olá Paulo. Gostaria de ler os livros que você indicou. Vi que três têm versões em português. O Choose Yourself, James Altucher seria esse livro aqui: http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/5849707?PAC_ID=122420?
    E o Ikigai, não tem mesmo versão em português ou um substituto?

    • ótimo, então quatro têm versões em pt. Ikigai só inglês mesmo.

      • Ene Strossi

        Rs..Oi Paulo, Sou Jacyene e hoje faço 23 anos, rsrs… vejo que temos muitos casos por aqui, pareci que o número 23 de certa forma causa uma revolução metal na gente. Sou do ramo da arte e cultura, durante muito tempo fui atriz, bailarina, hoje sou produtora cultural e me orgulho do que faço, mais ainda não sei se é isso que quero, sei que com certeza é nessa área, pois não me sinto bem nas outras, só que as dúvidas ainda persistem pois nesse ramo quero fazer de um tudo..rs muitas possibilidades, além do que me possibilita fazer o que mais gosto que é viajar e conhecer novos lugares e culturas, pessoas…, rs… é, estou confusa. Bjos!

        • Alexandre Bacellar

          Jacyene, quando ler essa mensagem, me avise, pois estou na mesma que você, trabalho na mesma área que você e sinto-me um nada.

  • Juliano

    Estou com uma lista de mais de 20 livros já esperando pra ler, mas está faltando aquele “start” inicial. Esse “start’, na minha visão, é um dos grandes percalços que temos na vida. Falta aquela motivação inicial.

  • Charles Júnio

    Bom dia, me comprometo a ler os livros que tem versão pt-BR.

    Passo por essa frustração de não saber o que fazer também. Hora me vejo fazendo algo mas logo me interesso por uma coisa diferente. É como se eu não tivesse consistência. E isso me levou a ter 20 anos e já ter passado em mais de 15 empregos diferentes. :/

  • Nanda

    Estou vivendo exatamente a mesma situação.
    Também tenho 23 anos, sou formada em Administração com ênfase em comercio exterior e atualmente sou analista comercial numa trading que atua no mercado de Agrobusiness.
    Estou aqui mas sinceramente não tenho certeza se é isso o que eu quero, e além disso, cheguei a um ponto que há uma barreira (leia-se falar inglês) que não me “permite” avançar e ir além. Ando meio desanimada mesmo, não sei se devo continuar aqui ou se devo largar tudo e tentar achar algo que me faça realmente feliz profissionalmente.
    Meu inglês ainda não é suficientemente bom pra conseguir ler esse tipo de livro (atualmente estou estudando, nível “intermediário”) mas vou ler os livros que existem em português e também vou continuar acompanhando seus posts pra ver se recebo uma luz! rs

  • Pingback: Como Parar de Planejar e Começar a Fazer? | Estrategistas()

  • Francisco

    Parabéns!!! Eu vou fazer 40 anos agora em Janeiro e ainda não sei o que quero da vida profissionalmente… por isso está com 17 anos de avanço :)

  • Caio Portella

    e com 28 anos ? cheio de ideais sobre cinema e etc… ai sai pessoa querida de sua vida, lhe poe o peso da culpa voê fica tão infeliz q doa seu PC de 8 mil pra outra pessoa. fica sem rumo… sem acreditar em mais nada.

  • Pingback: Coletânea de Recursos Para Melhoria de Vida | Estrategistas()

  • Renata

    Tenho 23 anos (ô idade!! hehe) e cheguei a esse texto justamente por causa desta dúvida: “Não sei o que quero da vida”. Possuo graduação na área de informática e não sei se me vejo trabalhando todos os dias na frente de um computador. Vou ler todos os livros indicados, espero que me dê uma luz!! Obrigada pelas dicas, Paulo.

  • Danielle A

    OI Gente, estou exatamente no mesmo dilema. Vou tentar resumir minha história rs. Tenho 23 anos, recém formada em Biologia, com técnico em enfermagem. inglês fluente, e uma enorme dúvida. O que faço com tudo isso?? Nunca tive um sonho de ser algo e isso me dá a sensação de estar perdida, pois quando vc sabe oq quer tudo fica mais fácil… Tenho todas essas formações mas nenhuma me satisfez em nenhuma área.. Mas tenho fé que vou achar minha profissão rs .

    • Verônica Brazão

      Danielle, li o que você disse e pensei que eu tivesse escrito isso! hahaha
      Pois é…o que fazer com tudo isso que a gente tem no currículo? Também nunca tive o sonho de ser algo, como médica, veterinária e tudo mais. Acho que o que nos impede de seguir em frente é exatamente o não saber o que fazer, ou de fazer coisas que não darão certo. Mas, cada escolha que fazemos na vida é uma aposta,e as vezes teremos que apostar no que a gente acredita e torcer.

      • Danielle A

        Pois é Verônica, estamos no mesmo barco, acho que faz parte tb do momento de virar adulto ai tudo isso assusta a gnt.. tipo, pra onde tô indo?? e tal rs mas tenho fé que vamos achar nossos caminhos… Temos que ser corajosas rs #medo

    • Laura

      Caramba Danielle, até achei que fosse eu. Tenho 24 e acabei de me formar em Biologia e estou perdida. Espero que vc tenha achado um caminho! =)

    • Bruna

      Danielle e Laura, que coincidencia, tenho 23 anos, tenho um curso técnico, e estou no penultimo ano da biologia e ainda não me encontrei profissionalmemte, tbm me sinto perdida rs.

  • Pingback: Por Que Eu Desisti do Sonho de Ser Piloto da Aeronáutica()

  • veronica

    Olá, li sua resposta na quarta feira e mostrei para uma amiga,que assim como eu está totalmente em dúvidas do que fazer. O medo de não acertar na escolha, ou de enrolar e nunca decidir. Esse medo de ficar estacionada o resto da vida,sabe?!

  • Higor

    Oi estou tbm preocupado e angustiado tenho 18 anos e não sei o que fazer da vida já falei com minha mãe pra me arranjar um psicólogo gosto de jogos e já tive pensando em fazer curso de criador de jogos (diz que tem varias saídas como Gamer design etc.. ) dai depois desânimo pois no curso (um colega quer ir pra esse curso tbm diz que engloba matemática e ingles) não sou bom em ingles entendo algumas coisas e matemática sou ruim e dizem que se tem de estudar muito coisa que pouco gosto mas queria fazer esse curso pq gosto de jogos ,tenho vontade de ser YouTube mas acho minha voz estranha e fico sem diálogo.Meu padrasto diz que tenho de começar a trabalhar logo pra adquirir as coisas mais rápido dai sinto me pressionado.Me Ajudem opiniões

  • Ronnier luiz

    Bom dia,prefiro não dizer aqui meu nome acredito eu que por toda essa coisa me assustar e parte covardia
    covardia.
    Como não sei bem como comecar um bom e digno texto formal vou contar minha minha história como se fosse um melhor amigo, afinal acredito que hoje a tela de um computador tenha se tornado bons amigos de muitos por aqui Oque resume boa parte da minha vida.
    Tenho 23 anos e atualmente moro em Goiânia – go mas nem sempre foi assim,digamos que os problemas em nossas vidas aconteceram desde sempre.
    Morávamos em uma cidade do interior de pouco menos de 40 mil habitantes desde quando tinha 2 anos até os meus 23 anos sempre morei com minha avó e avo… Me lembro bastante da minha infância já que marcou bastante minha avó teve 6 filhos nunca fomos ricos mas tivemos tudo oque precisamos desde os 2 anos todos os filhos vieram tentar a vida na cidade grande e foi aí que os problemas começaram, eu nunca conheci meu pai minha mãe até hoje nunca me deu uma explicação ou me contou qualquer coisa sobre ele, então eles fizeram muita falta em minha infância e também na minha época de escola.
    Costumo pensar que nunca fui uma criança comum até porque nessa falta de presença também afetou em outras coisas e uma delas foi que sofri muito com as criticas de colégio e isso me tornou “frágil naquela época ” uma criança tímida que tinha vergonha até mesmo de perguntar ao professor para explicar
    Mais uma vez oque eu não entendi, minha avó quase nunca me cobrava tarefas ou aprendizado oque era conveniente para mim.
    Quando fiz 12 anos viemos para cidade grande e não foi diferente.
    Sofria bulling na escola e novamente eu era uma criança tímida e com pouco aprendizado .
    Quase nunca me metia em encrenca ou ia na festa do coleguinha .
    Também era um dos piores alunos da sala.
    Alguns anos depois já no ensino médio pouca coisa mudou mas já nessa época começou a fase rebelde da adolescência e os estudos ficavam cada vez mais
    Precários já que eu costumava colar cada vez mais e não era cobrado em nada em casa. Até então eu nunca havia usado qualquer tipo de drogas e aos 17 anos cheguei ao 2 ano do ensino médio sem reprovar nenhuma vez somente colando.
    Então nessa época comecei a sair e conhecer festas e bebidas e na fase rebelde abandonei os estudos então comecei a trabalhar constantemente e diariamente com vendas .queria muito um carro ou uma moto então comecei trabalhar dobrado dois anos depois comprei a moto e estava saturado de trabalho e pedi contas..
    Resolvi pensar um pico pouco na minha vida e tinha que fazer alguma coisa…então um amigo disse que sabia onde comprar o diploma do ensino médio.
    Eu tinha em mente faculdade e sair da zona de conforto comprei.
    E então aos 21 anos estava eu em casa sem trabalhar já há algum tempo e também sem estudar e sem concluir de verdade o ensino médio estava ficando louco e foi aí que conheci pela primeira vez às drogas Principalmente maconha e outras.
    Resumindo aos 22 anos 1 ano depois eu estava do mesmo jjeito e constantemente usando drogas já que uma namorada terminou a relação de 2 anos e 8 meses que era quem eu mais amava na vida e pensava até mesmo em casamento.
    Estava ficando louco e usava drogas para dormir e para acordar e foi aí que um amigo bem antigo de ininfância me visitou um dia e disse que não me deixaria daquele jeito e então me colocou no melhor emprego que já tive…trabalhava das 00:00h as 6:00 em frente à um computador onde eu passava a noite toda jogando, meus planos eram mudar de vida, fazer uma faculdade…Quando me perguntavam oque eu queria fazer eu nunca sabia oque eu realmente queria já que nunca fui bom e quase nada e para mudar de assunto eu respondia “vou fazer direito e seguir para concurso público ”
    O tempo passou e eu disse essa frase tantas vezes que me convenci que era isso que faria na minha vida. ..
    Mas agora estou desesperado pois estou com 23 anos chegando de meu trabalho que creio que estou acomodado e novamente pensando na vida após usar muita maconha para dormir como de costume.
    Esse ano foi bom para mim, minha avó me ajudou comprar um carro pois eu vou pagar as parcelas enão vendi minha moto semana passada já que vou passar 5 anos pagando o carro.
    Essa semana tamebem fiz uma tatuagem a primeira , e ainda essa semana procurei outro trabalho na parte da tarde para quitar algumas dívidas e limpar meu nome,como todo dia faco penso na vida nos sonhos e os planos dessa vez é trabalhar em dois empregos até agosto e depois de agosto sair do emprego da parte de tarde e fazer um curso para o enem do ano que vem.
    Mas a grande verdade é que estou perdido e com medo,não sei qual curso ou qual caminho seguir,mas sou ambicioso, eu quero muito pra minha vida, quero o melhor da vida, quero tudo que não tive, quero ter muito.
    E por esses motivos eu ignoro qualquer escolha Ou consequência… Mas continuo pensando em direto como curso e depois concurso mas estou completamente perdido já que com 700 reais de parcela do carro preciso de uma boa bolsa para conseguir estudar e precioso de um conselho experiente e claro já fazem duas horas e não consegui dormir pensando na vida e com um cigarro de maconha .

    • Aislan Carlos

      porra ronnier que história cara, passasse por mt coisa. Me identifiquei com vc no sentido de ser timido tbm, tou com 23 anos e não sei oq fazer, ler sua historia foi foda não q me aliviou mas me vi um pouco, espero q vc consiga algo q lhe faça feliz, não que seja algo perfeito, pq acho q as vezes queremos algo que nos farar feliz o tempo todo, acho q é uma utopia. abraços cara ,força ai

  • Luiz Eduardo

    Estou perdido, tenho 20 anos já tentei 2 faculdades e abadonei as duas. Trabalho , recebo 1 salário , vivo uma vida pacata sem ambições . Tenho vergonha do que sou , me vejo como um desperdicio de tempo para os meus pais. Eu não enxergo um futuro , não tenho ideia do que estou fazendo com a minha vida.

    • Luana Santos

      Oii Luiz eu vou fazer 20 anos agora é só terminei meu ensino médio e penso igual você vivor triste pensando oque vou ser da minha vida achava que com o ensino médio que foi uma luta fazer já era o suficiente mas não é e não sei oque fazer você já ser resolveu ?

  • Leandro Souto Gomes

    Cara …. O problema do menino ai eh o mesmo q o meu… Só q o meu…. ta num estágio avançado…vou resumir em poucas palavras… Sou músico …todos de cordas de cavaco a guitarra de violino a violoncelo…sou mecânico de autos e motos … sou técnico de informática trabalhei com isso por um tempo faco rede estruturada sei mexer em servidores.. …sou formado em comércio exterior e por isso falo inglês fluentemente…. Obs nunca atuei na area diploma na gaveta…sou tecnico eletrônica amo video game eletrônicos celulares conserto tudo
    ..faco soldas … Enfim …. Tiro 3rls do Xbox destravo Ps2… Troco LCD quebrado de smartphones…. Sou encanador …eletricista…fiz toda a eletrica da minha casa …pedreiro sei sentar tijolo e fazer reboque no esquadro… Iniciei direito
    ..fiz 3/semestres… Iniciei engenharia civil…parei……trabalhei por 6 anos em vários Call center cheguei a supervisão… Mais não quero mais isso não tem estabilidade…. Cara fui vendedor sou bom de lábia mais não era isso q queria… Na verdade queria um conselho sei q falta foco.pra mim mais já tenho 29/anos e ainda não sei o q vou ser quando crescer. Pode me ajudar ??? Obs : a maioria das coisas aprendi sozinho sem professor sem YouTube… Cara tem mais algumas coisas q eu faco mais chega não.convém citar….

    • Aislan Carlos

      caraca leandro. 1001 utilidades hehe, brincadeira. começei biomed, parei, to na duvida do que colocar agora é desanimador cara, mas pelo menos vc ai saber mexer com mt coisa, hehe, sou formado em eletronica tbm.

  • Lucas Malgani

    Olá amigos leitores boa tarde, tudo bem? Olha, eu estou com 26 anos e com o mesmo problema… eu disse problema? talvez… Mas, talvez isso não seja um problema. Nós somos divergentes… divergentes? não! somos diferentes. E a unica coisa que tenho a dizer é: ” Me chamo Lucas Paulino Rosa, meu nome artístico é Lucas Malgani, Ator, Pianista, personal trainer, escritor, poeta, fotografo, cozinheiro, promotor de eventos, modelo, um pouco nutricionista (superior 2 anos), um pouco psicologo (superior 2 anos), atleta de ciclismo durante anos, e de jiujitsu também, campeão de campeonatos de haffting, partindo para a área de corretores de imóveis, mudei de cidade por varias vezes, ja nem me lembro todos lugares pra onde fui.” Moral da história: Seja Feliz. não Busque a profissão como se fosse um Dever, e ela vai te encontrar como Destino. – E como saberei? – Pelo teu sorriso em fazer aquilo.

    Boa Semana A todos! :)

    • leonardo cruz

      pô , cara , legal ! Tava pensando nisso também esses dias , acho que vou fazer de tudo um pouco das coisas que gosto e acho que me darei bem . Afinal de contas assim como você , Leonardo da Vinci era multitarefas, mais 7 profissões e fez coisas incríveis para a humanidade , então nós podemos fazer também :) …

    • Aislan Carlos

      Deu a porra hehe. é uma alternativa ne ja que a pessoa não saber o que fazer.

  • Ettore zugliani

    Wow, meu pensamento foi exatamente o contrário… ler 5 livros é só o que preciso fazer para descobrir o que eu quero da minha vida? … lógico que não :) se fosse assim a vida seria fácil demais, mas se ao menos me colocarem no caminho certo já é um começo. Tenho 24 anos e literalmente cheguei no seu site procurando no Google: “o que fazer da vida”, ando pensando muito sobre isso, tentei procurar a resposta dentro de mim mesmo, mas claramente falhei já que vim procurar na internet. Gostei do seu site, vou ler outras postagens com mais atenção, bem como os 5 livros que citou, com certeza voltarei a falar com você Paulo, mas já te agradeço por ter indicado um possível caminho. Ps, não resisti a reviver a postagem.

    • Aislan Carlos

      cara me encontro na msm situação, é complicado, frustrante não saber o que fazer na vida. Espero q vc ache algo mais proximo que lhe deixe feliz Ettore. Abraços

  • Mih França

    Meu Deus!!!! É a crise dos 20 e poucos anos, confesso que até suspirei de alívio lendo todos os comentários, não estou sozinha!!!! Hahah sofro de tudo isso… formada em Rh, pós graduada em gestão de pessoas. Formada tbm na confusão não saber oq fazer da vida!! Sonho em estudar arquitetura mas me acho velha pra arriscar… sim, sou doida de pensar assim kkkk… tbm sonho em abrir um negócio.. mas tbm não sei qual ramo… se identificam? Graças a Deus hahahah

    • Ana Claudia Moraes

      Mih França, vc não está sozinha… Tenho 26 anos, sou formada em RH e pós graduada em ADM. E tbm sonho em estudar arquitetura… Hahaha quanta coincidência… O porém é que tenho medo de ser mais um investimento de fracasso, será mesmo que esta é a profissão certa, ou só mais uma que terei sem resultados… Como é difícil viu… Atualmente trabalho, amo o ambiente, as pessoas… Mas não o que faço, muito menos o salário… Mas tenho medo de mudar… Ahhhhh que difícil viu…

  • Bruna P

    Sinceramente eu me pergunto se existe realmente aquela profissao que tanto buscamos que nos faça sentir realizadpos. Pq se tantos procuram e ñ acham, será que isso não é um tipo de ilusão criada por nossas expectativas altas que nos faz descontentea com tudo? Por favor, me tire essa dúvida Paulo, oq vc acha?

  • Mat Gonsalvez

    No mercado de trabalho (que é só um dos muitos mercados do mundo), o produto é o trabalho, e obedece a lei de oferta e procura. Se você fizer faculdade, vai deixar seu trabalho mais raro, e assim vai valer mais. Se fizer um curso que todo mundo faz, não vai ser tão raro assim. Enfim, o mercado de trabalho não é o único mercado. A questão é: onde estão os outros? Aprendi recentemente sobre outros mercados, além do de trabalho, como mercado de patentes e invenções… essa informação a gente não aprende na escola, porque assim todo mundo tenta se espremer por só uma direção, que é essa do mercado de trabalho, e ignora todas as outras.

    • Ótima análise Mat :) O gado vai pro mercado de trabalho e se acomoda. A maioria dos pais ficam aconselhando os filhos a seguir o padrão gado de viver e vira um ciclo vicioso. A escola é outra porcaria que não abre a mente dos jovens. A realidade mesmo é que aqui no mundo é cada um por si. Quem quer mesmo se dar bem em qualquer área do mercado tem que correr atrás. Até pra vender pipoca na rua tem que ter estratégia. Ou seja, até pra vender pipoca tem que estudar. O mercado está ai pra todo mundo. Basta ter uma visão mais ampla e não ficar preso à ignorância.

  • Olívia

    Não estou sozinha então… Tenho 19 anos, há 2 anos tentando passar em Medicina. Agora comecei a me questionar se realmente quero esse curso e, se não, o que vou fazer da vida? Eu perdi há muito tempo a motivação pra estudar pro vestibular, sempre que penso nisso fico triste, desanimada e cansada, mesmo sem ter começado a estudar. Parece que existem duas Olívias dentro de mim: a que quer esse curso a qualquer custo, que não vê a hora de passar, e a que quer desistir de tudo, que não quer depositar a felicidade nessa aprovação e carreira. Não sei por onde ir, não sei o que fazer, meus pais têm me sustentado até aqui e eles não veem a hora da minha aprovação. Vim parar aqui por algum motivo…

    • andterUser_Disqus

      olivia, nao desista de tentar ainda sua faculdade de medicina! vc ainda tem tempo para tentar e vai conseguir!

  • Mariana Bernardes

    Estava aqui tendo um ataque de pânico, quando decidi pesquisar “não sei o que fazer” no Google. Quando li “Tenho 23 anos e não sei o que fazer da vida”, fiquei congelada por uns segundos. Não poderia ser mais específico, eu também tenho 23 anos e não tenho ideia do que fazer. Não tenho formação em nada, comecei cursos e parei por não sentir que era o que queria. Comecei a trabalhar e a me focar nas minhas atividades na empresa. Contudo, trabalhando lá, não tenho a qualidade de vida de que preciso, não tenho um sentido que me faça feliz e que me dê energia para encarar o dia. Tudo que eu quero é ajuda para sair dessa prisão mental, conseguir decidir o que fazer e fazer com amor. Fiquei muito feliz com as sugestões de leitura! Irei providenciar já! Obrigada :)

    • andterUser_Disqus

      esse drama bem parecido comigo..estamos nessa tbm ”/

    • Aline

      Saber que tem gente na mesma situação realmente é confortador, né? Eu acabei de fazer 24, sou formada em Letras, acabei de fazer um curso de pós em Gerência de Marketing, comecei meu estágio e é um sacrifício vir trabalhar. Eu odeio levantar pra vir trabalhar em algo que eu detesto. Não sei o que fazer da vida, e pior, não sei o que fazer pra mudar isso. =/ Vou tentar fazer as leituras também. Ja se passaram 5 meses do seu comentário, você leu alguma coisa? Te ajudou?

  • Aislan Carlos

    caramba parece que estamos no mesmo barco, 23 anos também :O. Acabou de sair o enem né e não sei o que coloco. Já desistir de Biomedicina. Comecei a estudar pra concursos, po como paulo falou temos quer ter dindin mesmo nessas horas. E ai continuo. Vou ler os livros para ver se abro mais minha mente. Qualquer coisa tamos ai. abraços.

  • bruna

    eu tenho 24 anos comecei 2 faculdades não terminei nem uma estou sem rumo não sei mais oq faço minha vida ta um fracasso, endividada, em um casamento meia boca, e fazendo uma faculdade que não gosto mas não sei se paro a faculdade se fasso um tecnico ou se não faço mais nada e me atiro de um precipício.

    • andterUser_Disqus

      vc nao estar sozinha. estou com 23 sem emprego e quase nada de experiencia e ainda não sei o quero da minha vida. não sei se faço curso tecnico ou faculdade. mas ao que parece vou tentar fazer fazer tecnico pois não aguento mais viver com o dinheiro dos meus velhos, já estou me sentindo mal por isso..

  • Eduardo Rodrigues

    CARA E COMPLICADO ME VEJO EM ALGUMAS DESSAS SITUAÇÕES:
    TENHO 23 ANOS, SERVI O EXERCITO DURANTE 4 ANOS… O TEMPO PASSOU E CONTINUA PASSANDO E NEM PERCEBI, HOJE ESTOU AQUI TENTANDO ENTENDER O QUE E VIVER, QUAL NOSSO REAL OBJETIVO NESSE PLANETA CHAMADO TERRA?QUEM SOMOS NOS?ONDE ESTAMOS?QUE LUGAR E ESSE?VEJO QUE ESTAMOS CEGOS, ANDANDO EM LINHA RETA A CAMINHO DA MORTE.
    VIVER E TER UM CARRO, UMA BELA CASA E UMA FAMÍLIA? PARA SIMPLESMENTE ESPERARMOS A HORA DE NOSSA PARTIDA. SE DEUS CRIOU AS PESSOAS PARA SEREM AMADAS E AS COISAS PARA SEREM USADAS, POR QUE SE AMAM AS COISAS E USAM-SE AS PESSOAS?
    VIVI UM PERÍODO DE 4 ANOS NO EXERCITO, ESSE CONTATO COM O MILITARISMO ME PRENDEU EM UM MUNDO ONDE EU VIVIA APENAS PELO QUARTEL. SEMPRE SOUBE QUE AS PESSOAS ERAM RUINS, MAS AO DEIXAR O MILITARISMO E PASSAR A SER UM COMO DIZEM “CIDADÃO” COMECEI A CONHECER NOVAS PESSOAS E AS CONHECENDO NÃO AS CONHEÇO, AS PESSOAS SÃO RUINS FAZEM O MAL PARA O PRÓXIMO COMO SE FOSSE NORMAL, SO PENSAM EM SI MESMO, ESSE MEU CONTATO COM NOVAS PESSOAS E COM A VIDA REAL, ME FEZ TER UMA NOVA PERSPECTIVA DA REALIDADE EM BUSCA DE SABER O QUE E A VIDA. O QUE E VIVER.

    • Aislan Carlos

      Cara entendo sua angústia, pode não ser na msm medida, claro. Mas lhe digo uma coisa existe tbm muitas pessoas boas e que querem fazer o bem, não pense q so tem pessoas más. Começei a fazer parte de uma ONG aqui em recife e lhe digo o que tem de gente com mais poder aquisitivo e até menos, feito eu, não importa, todos querendo ajudar o próximo. Partilho tbm de não saber mt para onde estou indo, porém vc deve se mover, assim como todos nós. Amanha vou fazer uma entrevista na minha area, posso até não gostar muito. É como o texto fala, vc precisa se manter, pq depender de mainha por todo tempo não é uma boa idéia. E ai estou seguindo, estudando, me esforçando, possa até ser que esse PROPÓSITO é surreal, utópico, mas estamos caminhando. Flw cara.

    • Luana Santos

      Correto também vejo esse lado aí conseguimos uma carreira, uma profissão aí conseguimos carro moto etc
      Nossa casa uma família amigos roupas e sapatos bonitos alimentos maravilhoso conquistamos tantas coisas e tudo deixamos para ir e levamos nossa alma nosso corpo vira cinzas e ossos acabou 😵😵😪😪
      Por isso penso pequeno na minha vida só um lugar para mora um veículo e me alimentar e um trabalho ter muita coisa na vida! Mas eu queria está ajudando muita gente os mendigos os animas da rua e fazer os dias felizes das pessoas do Apai e dos hospital de canser, mas como vou ajudar ser não tenho nem pra mim dinheiro eu fico pensando são poucas pessoas com o coração bom Deus é maravilhoso saber o dia de cada um e ver cada um e o ingrassado que não sabermos o dia de amanhã

  • Aislan Carlos

    Galera vamos criar um grupo?
    Acho q é um pouco egoista da nossa parte ficar mais confortavel qnd sabemos q existe outras pessoas Na msm situacao, mas pelo menos sabemos que nao somos OS unicos. MEU what’s ta aq 81998625017. Quem quiser vamos interagir mais por la.

    • andterUser_Disqus

      seria uma boa..quem topa galera ? Aislan, vc vai fazer o Enem este ano ?? abs

      • Aislan Carlos

        Vou sim mais uma vez kkkk

        • andterUser_Disqus

          tbm vou man..tentar contábeis. mas sinceramente não estou muito confiante..caso eu não consiga, vou tentar fazer curso técnico pra tentar pegar algo bom no mercado. e mais ou menos isso por ai tbm ??

          • Aislan Carlos

            Ahh q massa espero q consiga
            Talvez eu coloque biológicas visse

          • andterUser_Disqus

            quero passar longe de biologicas..é o que mais desmotiva o cara estudar junto com linguagens kkkk
            tem curso tecnico man ??

          • Aislan Carlos

            Tenho de eletrônica
            Aí atualmente to trampando numa empresa de manutenção
            E tu

          • andterUser_Disqus

            ah então tu tá tranquilo cara..tem tecnico pelo menos
            e eu que não tenho rss
            eletronica é um dos cursos que está na minha lista de tecnico..tem bom mercado atualmente ? ou eletrotecnica tem muito mais ??

          • Aislan Carlos

            Depende de onde tu mora man.
            Aqui em Recife tem mercado pra os dois
            Porém eletrotécnica é mais valorizado, os concursos q abrem sempre é mais mercado pra eletro, tipo chesf, int e isso a turma paga mais mas tbm depende de tu né oq tu curte mais aí TBM sai na frente.

          • andterUser_Disqus

            hmm..valeu mesmo.
            podscrer, preciso saber qual mais me identifico e partir pra ele. mas vai pesar tbm a questão de qual tem mais mercado tbm.. vamos ver como vou me sair no ENEM primeiro.
            mas sua situação não parece tão complicada como a minha e como de outros.. agradeça por estar empregado man. não pensa em financiar uma facul privada nao ?

          • Aislan Carlos

            E pq tipo n foi como pensava ser tlgd
            Aí me perco em decidir algo q vou fazer pro resto da vida tlgd, e eletrônica n me trás isso. Mas sim agradeço pq nessa crise tá fogo

  • Nelson Tadeu

    Almas não moram em apartamentos ou em casa alguma construída com as mãos humanas, não se alimentam dos melhores pratos feitos pelos maiores mestres de cozinha do mundo, almas não vestes roupas simples ou de grife, não calça sapatos de couro, pelica ou qualquer material, não viaja de avião de carro ou navio, a alma humana apenas contempla nossas aventuras, absolve nossas emoções e compartilha com nossa inteligência, essa é a quota de nossa vida humana, quando o sombrio sentimento de falta de razão se aproxima ele trás consigo uma mala cheia de indagações das quais a nossa idade não consegue responder, é nesta hora que o vizinho mais próximo chamado INCERTEZA se aproxima e sussurra, ” E agora, o que vai fazer de sua vida? ” uma puxada de ar nos pulmões e um ponto de interrogação na cabeça vem ao mesmo tempo, e uma resposta vazia de certezas sai de nossa boca e também da boca de muitos que estão no mesmo dilema, a pergunta é a única resposta, O que fazer para dar sentido a vida? dar alegria duradoura, esperança independente de algum trabalho ou ritual? onde encontrar a Fonte de Vida Independente ? Sei o que é sentir-se e viver com estes fantasmas durante anos, navegar em lágrimas, lá fora a sol para muitos, mas da minha janela só consigo ver a chuva a bater, todos os instrumentos tem um Tom Maior, o meu instrumento só toca notas em Tom Menor, o Natal é a festa das festas, mas porque pareço estar em um velório a volta da minha mesa, porque quando sorriu o sorriso dura pouco, pois a tristeza me vigia de perto e me acusa aos algozes da minha alma, dizendo: Este estava querendo ser feliz por alguns instantes, deem a ele o devido castigo, e assim pareço descer a um calabouço escuro, e o que vejo é a porta do suicídio sempre aberta e uma voz sinistra incessantemente a me convidar a fechar a cortina e apagar a luz do triste espetáculo de minha vida. Por vezes caminhei nestas tristes sendas e agreguei mais amigos infelizes, compartilhávamos nossas angustias e nos consolávamos em não estarmos sós neste vale de lágrimas, mas como cada ser vivo deve seguir seu caminho, me punha novamente a caminhar, eu e minha eterna tristeza e incertezas nos tornamos amigos fiéis, o que restava era só uma única coisa a saber, seria este realmente o meu fim, isto era tudo o que a vida tinha a me dar, se quisesse ser menos infeliz eu teria que me algemar ao senhor trabalho, o senhor prazer ou a qualquer outro senhor deste mundo? o que vi era realmente isto, um mundo de pessoas infelizes, algemadas em seus senhores, para que ao menos suas vidas tivessem algum sentido. Uma lágrima, apenas uma lágrima. moveu o coração do Doador da alegria, no meu vocabulário não existia estas palavras, esperança, felicidade e fé, sou estrangeiro na terra da Alegria, estou apenas de passagem, mas quem me dera poder ter o direito de me abrigar ao menos por um dia na menor das casas deste cidade chamada Paz, a quem o meu direito compete a a ser uma criatura feliz, porque não posso ficar e ser feliz, porque tenho que continuar minha triste e solitária jornada? Os céus vão ser apenas espectadores da minha infortunada vida? não haverá resposta lá de cima que venha me consolar a alma? Foi apenas uma lágria que moveu o coração do Maior de todos nós, sua existência não depende do que acreditamos, seu amor não tem razão de existir, ele simplesmente ama, uma apenas, apenas uma palavra e tudo se criou dentro em mim, a escuridão de minhas incertezas, as minhas pequenas estrelinhas que faziam relampejar na minha vida para que continuasse a caminhar deram espaço ao irradiante Sol de Luz, que a tudo clareia, que não aceita trevas alguma, Rendição, isto era tudo o que eu ouvi naquele dia, Rende-te para o Autor da Vida e Rios de Água Viva fluirão do teu interior e saltarão para a eternidade, pois da Lá vem toda essência da existência humana, e naquele dia, naquele bendito dia, eu havia inciado a maior de todas as jornadas da minha vida, a jornada de seguir o Único, o Verdadeiro o Eterno Amigo o Consolador e Mestre de todo Amor e Paz que qualquer pessoa possa imaginar, deixei para trás a estrada da tristeza e das incertezas e também as minhas algemas com seus senhores, sigo livre, sigo mais do que feliz, mas do que certo do meu destino e futuro, pois agora sei o que me aguarda logo depois do rio da morte, que vou ter que atravessar, o que me aguarda é a minha imortalidade e um lugar ao lado do meu Eterno Senhor. Esqueci de dizer uma coisa, não sou um extraterrestre, conheço muito bem vazio de uma alma, se caso queiram conhecer o caminho para a verdadeira alegria, eu posso dizer que é, JESUS CRISTO.

  • Vinícios Brandalise

    Vejo todo mundo com um pouco mais de idade que eu porém formados, com inglês fluente ( o meu é intermediário) e não sabendo o que fazer…Imaginem eu com 21, com 2 faculdades trancadas: letras= 1 ano e publicidade = 1 ano e meio. Estou apenas cursando inglês nas quintas feiras e estou desempregado,sem um caminho claro pra seguir…

  • Lucas Bonetti

    Meu querido Paulo Roberto, estou aqui hoje aos meus 23 anos, completo 24 no dia 30 de setembro, lendo essa história do rapaz que, se tudo deu certo, deve estar bem encaminhado hoje em dia, e me identifiquei de mais !!

    Agradeço por esse textão postado, creio que vai me ajudar e muito, partirei essa semana em busca aos livros, pois gosto da versão fisica deles mesmo, e após algum tempo retornarei para dar minha sugestão, se me ajudou ou não, as mudanças que obtive e tudo mais !

    Novamente, muito obrigado.

    Lucas Bonetti Cavalcante.

  • Marcelo Pereira

    Saudações Pessoas, olha li vários comentários aqui na pagina e cheguei a seguinte conclusão: Somos humanos. Vários jovens de 18,20,23 anos sem saber que rumo tomar. Então, quero dizer que não estão sozinhos, tenho 32 anos e parece que ficha caiu agora, trabalho desde os 12 anos, desempenhei varias funções (entregador de panfletos,Representante de atendimento, Auxiliar Administrativo, Supervisão Call Center e assim por diante) e minha realidade não permite fazer um curso superior. Enfim, cheguei aos 32 anos e quando penso em qual área trabalhar que realmente vai me dar uma certa satisfação, bom, só vejo uma névoa e nada de respostas. Acredito que todos nós temos essas duvidas e angustias e o mais importante é ficar atento as varias possibilidades. Estou assim agora fico atento a tudo, tipos de funções, carreiras, concursos e estou tentando buscar respostas ao questionamentos profissionais, não é uma tarefa fácil, mais também não é impossível. O que mais desmotiva atualmente são os baixos salários e o acumulo de funções, mas devemos encarar essa realidade com coragem. Desejo sorte e sucesso para todos e principalmente calma para enfrentar o desespero que dá em olhar pra frente e não ver uma norte. No momento certo, você encontrará uma solução. No meu caso com 32 anos, me sinto um jovem Senhor em busca de algo mais concreto, que me leve para caminhos mais sólidos. Tá difícil, mas não é impossível. Paulo Ribeiro parabéns pelo espaço, voltarei sempre para conferir os novos artigos.

    • Eduardo Rodrigues

      Olá! Marcelo estou aqui lendo sua conclusão e cheguei a seguinte ideia, o senhor com 32 anos viveu muitas coisas. Percebi que tem um pouco de auto cobrança em relação a faculdade essa angustia por não fazer o padrão imposto por uma sociedade hipócrita, não se cobre tanto, as coisas aconteceram como deviam acontecer para ser quem você e hoje, tudo serviu de experiência. Busque amar ao próximo, praticar o bem, Deus não quer nós ver com os melhores carros, faculdade, dinheiro, bens materiais… Faça o bem e ame seu próximo, as outras coisas vem por si só. Tenha calma tudo vai se encaixar e você entenderá o por que de tudo isso.
      Tenho em mente que você está se formando em uma faculdade exclusiva para poucos chamada ” VIDA”.

      • Marcelo Pereira

        Grande Eduardo Rodrigues, obrigado por suas palavras, você é sábio. Que Deus o abençoe!!

      • Marcelo Pereira

        Grande Eduardo Rodrigues, Obrigado por suas palavras. Que Deus o abençoe.

  • Wesley

    cara eu tenho 29 , escrevo isso 3 anos depois de voce ter postado o texto, e até hoje me da uma crise de ansiedade de que eu não sei nada, que escolhi coisas ruim, e não sei onde minha vida vai parar.

  • Sabrina Marques

    Me vejo nessa mesma situação. Hj tenho 25 anos, já comecei um curso técnico é uma faculdade e parei porque percebi que não era o que eu gostaria de fazer.
    Hoje estou casada e larguei tudo para cuidar da minha filha que acaba de completar um ano. Eu simplesmente amo participar da vida da minha filha e ver todo o desenvolvimento dela.
    Porém sinto que estou parada na minha vida.
    Desde crianca tinha a certeza que gostaria de ser medica, eu achava que isso seria meu destino.
    Porém depois que minha filha nasceu percebi que não era isso que me faria feliz.
    Na realidade eu me sinto muito feliz em simplesmente ser mãe. Mas muitas vezes me vem aquele sentimento de minha vida estar passando e eu estou sem fazer nada dela.
    Gostaria de ter um projeto, algo meu, um projeto para vida.

  • Sabrina Marques

    Me vejo nessa mesma situação. Hj tenho 25 anos, já comecei um curso técnico é uma faculdade e parei porque percebi que não era o que eu gostaria de fazer.
    Hoje estou casada e larguei tudo para cuidar da minha filha que acaba de completar um ano. Eu simplesmente amo participar da vida da minha filha e ver todo o desenvolvimento dela.
    Porém sinto que estou parada na minha vida.
    Desde crianca tinha a certeza que gostaria de ser medica, eu achava que isso seria meu destino.
    Porém depois que minha filha nasceu percebi que não era isso que me faria feliz.
    Na realidade eu me sinto muito feliz em simplesmente ser mãe. Mas muitas vezes me vem aquele sentimento de minha vida estar passando e eu estou sem fazer nada dela.
    Gostaria de ter um projeto, algo meu, um projeto para vida.

  • Klebao Pro_Tanki

    Eu tenho 23 anos também curso design gráfico estou no último semestre e não sei oque fazer depois, me sinto desanimado da vida, pensando no que fazer, indeciso e preocupado.

  • GSM96

    Ola tudo bem
    Talvez eu não consiga me expressar já que sou tímido
    mas vou contar a minha história.
    Estou com 20 anos e não sei o q eu faço da minha vida.
    Nunca tive problemas com a minha família pais ou parentes são super gente boa, a gente se reúne todos os fins de ano no natal e nao tenho problemas com eles.
    mas o problema está em mim.
    Na época de escola eu era um aluno mediano gostava de poucas matérias mas ia na escola sem problemas ia porque tinha pq tinha q ir , mas as vezes até gostava.

    Qnd tinha 14 anos estava irritado pq a escola do meu bairro ninguém estava aí com nada dai decidi estudar para passar em uma prova de uma escola técnica em sorocaba, qnd entrei nessa escola eu continua levando com a barriga muita coisa, apenas as aulas de geografia e história gostava, achava essas matérias legais mais nada de amor.

    Quando eu cheguei no meu ultimo ano da escola estava muito chateado com quem eu era pois via todos os meus amigos tendo uma vida mais legal q a minha e a minha estava muito chata não tinha amigos e não saia pra nenhum lugar mas blz terminei meu ensino médio, fiz técnico em mecatrônica pq eu gostava de mexer com bicicletas, mas pq reunia um pouco de mecânica e elétrica.

    Comecei em 2014 no começo a fazer o curso, tbm junto resolvi fazer uma prova pra passar no SENAI como aprendiz, passei e fui fazer mas achava q poderia fazer os dois juntos mas não podia pelo o estágio que o curso oferecia. Em 2015 larguei o curso de mecatrônica e fui continuar com o senai, terminei o senai no meio de 2015 no msm dia q o meu irmão ia fazer intercambio fomos na despedida dele e foi muito bom, nessa época eu achava q por meu irmao ir embora e eu terminar o senai minha vida iria mudar muito tinha muitas espectativas.

    Mas não foi bem assim, não aconteceu nada entrei quase em uma depressão em 2016
    por nada ter acontecido, comecei a fazer uma faculdade publica no meio do ano não por vontade mas para dizer pra mim msm e para os outros q tava fazendo uma faculdade fiz um semestre dessa faculdade e fui muito mal não conseguia me concentrar nas máterias, não fiz um amigo e muitas vezes ia sem vontade nenhuma pras aulas.Terminei o primeiro semestre com tres DP, to desempregado tbm e nao sei o q realmente eu quero me interessa algo na manutenção ou ferramentaria mas nao nenhum sonho ou algo assim.

    desculpe se eu fui longo e nao claro, mais estou muito mal
    gostaria de ajuda

  • Lucas Oliveira

    Primeiramente eu queria dizer que eu li todos comentários , e olha chegou a se tornar confortante para mim.
    A grande questão é o medo do futuro , o não querer fracassar, e esse pensamento começa a tomar conta , não sabemos o que queremos da vida, mas sabemos que não queremos fracassar , e qual caminho percorrer para isso?
    Assim como vocês eu possuo a média de idade do post, hoje estou com 22 anos me chamo Lucas, formado em administração de empresas, com 3 anos de experiência em estágios, porem a alguns meses desempregado.
    Essa talvez seja uma área que eu não queira para mim , não vem me trazendo grandes oportunidades, e nisso você começa a temer o futuro, e acredite ficara perdido realizando a seguinte pergunta : como sera minha vida daqui a 2 anos ? ou a 3 anos ?
    Isso é uma questão complicada , ainda mais pela dificuldade de se tomar decisões, e ainda os anos vão se passando e parece que cada vez mais se aproveita menos a vida pela falta de rumo.
    Em pleno 2017 eu desejo conquistas a todos !!

  • Guilherme Camargo

    olá, eu completei 22 anos agora 06 de fevereiro, faz 9 anos que trabalho como marceneiro junto de meu pai, sempre quis trabalhar no meio corporativo, gosto de finanças, política, e empreendedorismo me dou bem com exatas e humanas. Em 2015 prestei o vestibular para o curso de direito, mas não comecei por motivos financeiros, então comecei a guardar dinheiro desde então, tenho vontade de ter meu próprio negócio que seria um pub, mas estou pensando em começar o curso de economia da qual me interesso bastante, afinal estou guardando dinheiro desde 2015, e agora estou nesse dilema, o pub vai me trazer um retorno mais rápido porem a longo prazo o curso de economia talvez seria mais vantajoso, em fim estou em cima do muro e quero me jogar esse ano em um dos lados, gostaria de alguns concelhos agradeço desde já, muito obrigado por ter lido.

  • Cristian

    Tenho 22 anos (quase 23) e estou “cursando” faculdade de Ciências Contábeis, particular e à distância. perceberam as aspas entre a palavra: cursando? Pois é, isso significa que eu não me interesso pela faculdade. Estudo pela internet e através de livros. As provas e trabalhos são feitas também pela internet. Apesar de toda essa facilidade de estudo, eu ainda não consigo me concentrar e entender as disciplinas por serem complicadas demais pra mim. Envolvem contas, estudo de leis, enfim, só assuntos que eu nunca me interessei ou me dei bem. Mas esse é só o começo dos problemas. Quem paga minha faculdade é meu pai e eu ainda não contei a ele sobre isso (não sei se eu tenho coragem de contar), justamente por medo dele se decepcionar e ficar com raiva de mim, devido ao grande investimento que ele já fez. O pior é que já estou no último ano da faculdade e ainda não me encontrei e acho que nem vou me encontrar nesse curso. Também não sei se eu me sairia bem fazendo outra faculdade, pq nem sonho de faculdade eu tenho. Enfim, ainda não sei o que eu quero da minha vida, em relação a profissão que quero ingressar. Tenho ensino médio completo e estou desempregado mesmo depois que conclui um curso básico de ‘Montador e Reparador de Computador’ no SENAI (no qual cursei justamente para arrumar um trabalho rápido). Mas eu fiz esse curso mais por experiência e porque eu me identifico mais com o software dos computadores. Só sei que no momento, tenho muita vontade de trabalhar, pelo menos nessa área de computação. Em relação aos outros comentários, eu li alguns e fiquei um pouco mais calmo, pois vi que isso pode ser um fase que a maioria passa e que um dia eu vou conseguir vencer essa minha indecisão. Quem quiser me dar conselhos, é sempre bem vindo. É isso ai, que todos nós possamos nos encontrar profissionalmente e vencer na vida um dia. Seja o que Deus quiser.

  • Raquel Adrien

    Nossa,eu procurando algo na internet,tipo “estou perdida”,e caio logo aqui,que tristeza.Pior sou eu,com 31 anos,larguei 6 faculdades,desempregada,fudida e mal paga(nem isso né).
    Eu acho que o sistema esta todo errado,nao somos incentivados a descobrir nossas habilidades e a desenvolver aquelas que estão mais de acordo com nosso perfil.
    Eu por exemplo,venho de uma família de funcionários públicos,e desde mais nova sou pressionada a seguir esse caminho.
    Bate uma angustia,pois é claro que gosto de dinheiro,mas nao vivo em função disso.Nao busco dinheiro,status,carro do ano,isso se vier seria uma consequencia de um trabalho bem feito.
    Mas somos tão adestrados desde criança a seguir esse fluxo,que as vezes ficamos perdidos.Vejo tanta gente formada e infeliz,pelo menos eu nao perdi meu tempo me formando em nada.
    Eu acho que meu caso é perdido viu.

  • Paulo, muito bom seu artigo. Quanto ao fato das pessoas não agirem, isso já não está sob o seu controle. A sua parte você fez, compartilhou aquilo que considerava importante para as pessoas. Parabéns por sua iniciativa e esforço. Você sabe bem que será recompensado pelos benefícios que gerar nas pessoas que alcançarem as suas mensagens. Continue assim inspirado e inspirando as pessoas. Grande abraço.

  • Saul

    Vivemos uma cultura onde para sermos virmos como “alguém” precisamos ter tudo que nos é imposto, herdado. E o “futuro” que dizem que precisamos ter nem sempre é o que queremos. Temos direito à individualidade, não temos que sem escravos de padrões, temos nosso ritmo e nossas peculiaridades. Gostam de nós pela utilidade e não pelo que somos, por isso não deveríamos nos importar tanto. Tenho 30 anos e ando enfrentando esses padrões. Eu quero trabalhar pra viver e não viver pra trabalhar.
    Conhecimento é muito mais do que e vendido pela indústria do ensino, pela publicidade e a criatividade não pode ser sufocada pelo mundo corporativo. Um diploma dá status, mas não garante competência, e nem fabrica talento.
    A criação familiar, as convenções sociais e dogmas religiosos nos criam como gado e quando vemos que não queremos aquilo, nos sentimos perdidos. Aí é a hora de buscar o que realmente queremos. Não temos a obrigação de sonhar o sonhos dos outros (ainda que nisso se perca dinheiro e apoio).
    Não temos obrigação de sermos perfeitos, nem máquinas.

  • Evandro dos santos

    As vezes a vida parece injusta com nós,quando a gente é criança quer ser adulto logo mas quando crescemos que vemos a responsabilidade que a vida tem,quando eu era adolescente eu pensava que depois dos dezoito a minha vida seria maravilhosa,eu ía ter uma boa profissão iria me formar, mas hoje eu com 22 anos eu estou com a mesma dúvida que vc,não sei se estou no caminho certo,eu não sei se estou fazendo a faculdade certa,o pior de ter essa idade é sentir a pressão da família e acabamos fazendo uma coisa que não gostaríamos de verdade,mas em fim não podemos desistir dos nossos verdadeiros sonhos

  • Aislan Carlos

    Galera vejo que muitos ainda continuam mandando msg, ja falei em outra msg mas n custa relembrar, se quizerem fazer um grupo para compartilhar mais desses universos, dicas, conflitos internos que possam tbm ajudar os outros me add no zap 81998625017

    • andterUser_Disqus

      a galera pode ter vergonha.. vou criar uma comunidade no VK, que é tipo o antigo orkut.

  • andterUser_Disqus

    Boa tarde galera! sou eu aqui de novo!
    esse vídeo aqui tem tudo a ver com a gente!
    acho que pode ajudar alguns tbm. é do Maro Filosofo no Youtube, vejam aqui:

    https://www.youtube.com/watch?v=lo86pEFPjNI

  • Gabriela lalala

    Acertou, n vou ler cinco livros kkkkk mas gostei do texto.